Clube de Leitura Penguin #30 - A vida invisivel de Eurídice Gusmão

Semana passada tivemos o nosso encontro do mês de junho do Clube de Leitura Penguin com o livro A Vida Invisível de Eurídice Gusmão da autora brasileira Martha Batalha da Editora Companhia das Letras. Um livro super aclamado, que antes mesmo de ser lançado no Brasil já tinha sido vendido para vários países. E inclusive já foi vendido para ser filme!


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O encontro demorou a acontecer por ter sido um encontro bem diferente do habitual. Uma clubista levou uma amiga, a Rita Brígido, que fez uma explanação linda no auditório da Livraria Cultura sobre o livro da Martha Batalha e levantou vários pontos da obra.


Vou começar falando sobre o livro A vida invisível de Eurídice Gusmão. O livro é sobre a vida invisível de Eurídice Gusmão, uma dona de casa dos anos 40, que tem dois filhos, casada com um funcionário do Banco do Brasil. Mulher aparentemente feliz, que não falta nada contudo falta tudo! Sua vida extremamente monotona e quando tenta mudar o marido logo a faz desistir de fazer algo útil e movimentar sua vidinha de mãe e esposa. História típica de nossas avós, mães... das mulheres que se submetiam ao marido em tudo. Essa era a vida invísivel dessa mulher. Nos mostra como o mundo era ou é machista!


A Rita Brígido fez um resumo o livro e nos trouxe todo uma ambientação da época do livro. Um primor de detalhes. Foi super gostoso rever o livro sob outros olhos. E no final fizemos nosso velho debate dos clubistas para saber quem amou ou não o livro. E nesse caso tivemos várias pessoas que não gostaram do livros e outros que amaram!


O livro mostra o dia a dia dessa esposa e mãe de classe média sem muitos sobressaltos na sua vida. Então fica um pouco cansativo a leitura. Mesmo sendo um livro pequeno. Vale pela proposta e pelo debate que o livro proporciona. O feminismo, a submissão da mulher ainda tão em evidência mesmo em pleno 2017! Eu adorei o livro e mais ainda depois da palestra da Rita Brígido. Um tema super atual e que precisa mesmo ser discutido.

Beijos de época
Adriana Balreira

Depois de um longo verão, voltei...

Que absurdo!! A coisa que mais gosto no mundo é blogar e passo mais de um mês sem colocar os pés por aqui! Um verdadeiro absurdo. Fico até com vergonha dos meus seguidores e leitores fiéis. Foi um mês bem atribulado, estava bem atarefada mesmo. Mas nada justifica essa ausência no meu cantinho preferido.


Nesse tempo todo participei de vários Clube de Leitura aqui em Fortaleza, muitos encontros com amigos, muitas leituras colocadas em dia. Irei colocar um pouco de cada desses eventos desse mês e prometo que voltei com tudo. Não irei abandonar jamais meu blog, agora estarei por aqui sempre!


Além do Clube de Leitura Penguin, estou fazendo parte do Leia Mulheres e do Clube do Café Sublime.


E ainda encontrei amigas do tempo do Colégio e da Especialização. Meninas que são amigas sempre.




Coloquei minhas leituras em dia!!!


Os Buddenbrook!! Enorme e maravilhoso. Conto mais em outro post.


Nossas Noites, maravilhoso!!! Delicia de livro.


E para fechar o post, o por do sol desse sábado na Beira Mar! Lindo demais da conta!!

Beijos cheio de gratidão
Adriana Balreira

Torta de Limão com biscoito e chantilly


Uma gordice para ser bem feita tem que ter tudo que engorda!!! Como essa torta de limão feita com biscoito e em cima com muito chantilly!!! Eu amo torta de limão, sempre cobria com merengue. Como tinha chantilly em casa resolvi cobrir o recheio com muito chantilly!!


Vamos aos ingredientes:
- 2 pacotes de biscoito maizena
- 150 gramas de manteiga
- 2 caixas de leite condensado
- 1 caixa de creme de leite
- Suco de limão a gosto (usei uns 10 limões pequenos)

Modo de fazer:


- Massa da torta - bati o biscoito maizena no liquidificador até formar um pó. Derreti a manteiga e fui misturando ao biscoito já triturado até formar uma farofa, onde ao apertar forme uma bolinha compacta. Após isso coloco na forma redonda com fundo removível. Coloquei nas laterais. Tentei deixar uma massa bem fina, sobrou e fiz 4 tortinhas em forminhas de empada. Levar ao forno por uns 10 minutos somente a massa.


- Recheio - Misturei o leite condensado ao creme de leite e fui acrescentando o suco dos limões aos poucos. Assim dá para sentir o gosto. Eu amo o sabor forte de limão no recheio, tem gente que prefere menos. Então fui mexendo aos poucos e sentindo. Foram suco de uns 10 limões pequenos. Coloquei por cima da massa e levei ao forno novamente por uns 10 minutinhos.


- Cobertura - Fiz metade da caixa do chantilly. Bati na batedeira junto com açucar e coloquei por cima do recheio.


Levei a geladeira e depois só esperar gelar um pouco e comer!! Muito gostoso. Achei que iria ficar muito enjoativo por conta do chantilly, mas ficou super leve. Amo muito torta de limão. 



Beijos doces
Adriana Balreira

Clube de Leitura Penguin #29 - Angosta

O livro do Clube de Leitura Penguin do mês de Maio de 2017 foi o Angosta do autor Héctor Abad da editora Companhia das Letras.  O nosso encontro foi na segunda-feira na Livraria Cultura. ♥♥ 


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O livro Angosta é sobre uma cidade da América Latina próxima à cordilheira dos Andes, onde uma grande muralha separa ricos e pobres em três partes. Para entrar na parte rica da cidade tem todo um protocolo de segurança. Não é qualquer pessoa que ultrapassa esse limite. Nosso protagonista é o Jacobo habitante da parte média da cidade, dono de um sebo de livros, morador do Gran Hotel la Comedia. Hotel que um dia já foi maravilha, hoje decadente abriga vários dos personagens do livro. Jacobo é separado, tem uma filha. Sua ex já casada novamente mora na parte boa da cidade. Ele tem o status por ter herdado um dinheiro de sua mãe a ser um don, um morador da parte boa da cidade, mas escolhe viver no hotel. Está sempre com uma namorada diferente ou até várias. 


Outro personagem é o Andrés, um rapaz também morador do hotel, poeta, pobre, que sai de casa por não aguentar a pressão de sua família por ser tão diferente. Consegue emprego em uma ONG na parte nobre da cidade. Sempre faz anotações sobre o que lhe rodeia. Conhece uma namorada do Jacobo que se instala no mesmo andar dele no hotel e ficam amigos. Até mesmo o hotel tem suas camadas estratificadas. E o nono andar moram somente os mais pobres. 



Romance distópico com pitadas de hiper-realismo social, este livro em torno desses desnivelamento na sociedade e como os personagens transitam nessa cidade tão próxima a tantas outras no mundo. Os personagens são fortes, densos e muito bem detalhado pelo autor. A história é envolvente e reflexiva. Fácil de ler, linear. Alternando e intercalando entre o Andrés e Jacobo, suas histórias acabam se juntando. Vale muito a pena ler esse livro. 


Quando vi Angosta nos lançamentos da Companhia das Letras em 2015 já me interessei por ele. Não somos acostumados a ler livros de autores que não conhecemos. E Héctor Abad, um autor colombiano, um ilustre desconhecido para mim. Uma ótima descoberta, amei a maneira como escreve, direto, realista e fácil compreensão. 


E o encontro dessa vez só mulheres no Clube de Leitura Penguin. Todas amaram o livro. Foi uma ótima conversa sobre o livro. Bom demais quando acontece isso, mostra o tanto que o livro agradou a todos. ♥♥♥♥ 

Beijos literários
Adriana Balreira

Ilustrações de livros

Adoro ver pela internet da vida imagens fofinhas sobre livros, leitura, leitores... Onde sempre encontro é nas mídias sociais das editoras. Vejam algumas ilustrações:


Um perfil que adoro e sempre posta essas ilustrações engraçadas e/ou lindas é o Clube do Crime. Sou fã de livros de suspense e mistério. E o  Clube do Crime é um perfil da Editora Companhia das Letras com os livros de mistérios da editora.


Outro perfil que posta tambem é o da Suma de Letras


São tantas ilustrações fofinhas... Nos perfis das grandes editoras do Brasil sempre encontro uma imagem dessas lindas!


Eu acho que sigo quase todas as editoras nas redes sociais. E vocês?

Beijos literários
Adriana Balreira

Salada de Cenoura Agridoce

Ontem fiz uma salada de cenoura agridoce que já até tinha postado já no blog. Mas quando fui verificar postei em 2011!!! Faz tanto tempo que resolvi colocar novamente aqui. Para quem é de Fortaleza já deve conhecer essa salada, no restaurante Regina Diogenes sempre tem essa salada. Mas essa receita que tenho foi uma tia que deu para minha mãe há vários e vários anos!! Sempre fazemos aqui em casa. Senta que lá vem a receita!


Ingredientes:
- 1 Kg de cenouras cozidas e fatiadas (deixo a cenoura ao dente)
- 2 pimentões verde em rodelas
- 2 cebolas em rodelas
- 1 dente de alho fatiado
- 1 colher de sopa de molho inglês (não tinha em casa dessa vez e não coloquei)
- 1/2 copo de oleo
- 1/2 copo de vinagre de vinho branco
- 1/2 copo de ketchup
- 1/2 copo de açucar
- 1/2 copo de água



As cenouras vão para o fogo com água para cozinhar. Deixo a cenoura ficar firme, não cozinho muito não. Os pimentões e as cebolas as deixo cruas mesmo, fatio e reservo. O resto dos ingredientes são para o molho agridoce. Misturo tudo em uma panela e levo para o fogo até começar a ferver. Só para o açucar derreter. Nunca tenho molho inglês em casa, nunca coloco. Dá certo do mesmo jeito. Se tiverem coloquem.



Hora da montagem. Vai colocando alternadamente as cenouras cortadas em rodelas já cozidas, cebolas em fatias e pimentões verdes em fatias. E depois coloca o molho por cima. Pode jogar o molho ainda quente por cima das cenouras, cebolas e pimentões.


Na foto acima é a receita diretamente do caderno de receitas da minha mãe. O bom dessa salada é de um dia para o outro. Deixa na geladeira mesmo. Servir gelada com qualquer tipo de carne. Ontem fizemos carne de porco e super combinou com a salada agridoce de cenoura.

Beijos agridoces
Adriana Balreira

Meus Queridos Estranhos #Resenha

Já conhecia essa autora do livro Amor em dois tempos que eu amei de paixão. E quando vi nos lançamentos de janeiro/2017 da Companhia das Letras o novo livro da Livia Garcia-Roza Meus Queridos Estranhos quis logo solicitar para ler. E não me arrependi, amei. ♥ Li em um dia! Uma leitura rápida, gostosa e leve. Mesmo a trama do livro ser de perdas, morte, separação.


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O livro começa com um casal em saída casual para conversarem e nisso resulta no pedido de separação por parte do marido Manoel. A protagonista do livro é a narradora sem nome, trabalha em uma orquestra tocando clarinete e tem uma filha de 16 anos Mariana. Com a separação vem a dor e um cachorro para amainar a dor da filha. Mal recuperada da separação vem a notícia da morte do seu ex-marido, a deixando com mais dor e desamparada. 


Passa um tempo e um amigo da orquestra, Xavier, a convida para sair. Começam um relacionamento mesmo que a dor ainda persista na nossa protagonista. Xavier é mega ultra paciente e a pede em casamento. Nesse meio termo a filha Mariana arruma um namorado e é uma típica adolescente "aborrecente". A única preocupação da filha é cuidar do cachorro e chamar a atenção da mãe dela. Após o casamento com o Xavier, nossa protagonista tem que conviver com a enteada chata que nitidamente não gosta dela.


O livro é narrado pela protagonista sem nome e vai descrevendo sua angústia, sua dor, suas lembranças, seus medos de voltar a viver um novo amor. São relatos do seu cotidiano, seu dia a dia marcado por dor da perda do seu grande amor e como a vida tem que seguir. A protagonista ainda está presa ao passado, se sente culpada pela rebeldia da filha. Não consegue se libertar do passado. Uma leitura para refletirmos e desapegar do peso do passado. Olhar o futuro e viver com toda força. Nada de ficar remoendo o que poderia ter sido. Bola pra frente!! 

Beijos literários 
Adriana Balreira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...