O Dom - Vladimir Nabokov

O grande escritor escritor russo Vladimir Nabokov conhecido pelo grande público pelo livro Lolita, escreveu o livro O dom em Berlim onde se refugiou do regime soviético. O dom foi o seu último livro escrito em russo. Lolita ele escreve quando já está morando nos EUA. Nabokov considerava o livro O dom como sua melhor obra escrita em russo. Eu nunca tinha lido nada escrito por ele. Me aventurei começar por esse, mais enraizado na língua russa. Foi lançado aqui no Brasil em outubro de 2017 pela Alfaguara do grupo Companhia das Letras.


Escrito nos anos 1930, o livro narra a história de Fyodor Godunov-Cherdyntsev, um poeta russo refugiado pelo regime soviético que está morando em Berlim. No ínicio do livro Fyodor lança seu livro de poesias, um fracasso de vendas. Com a desilusão decide escrever um livro biográfico da vida do autor Nikolay Gavrilovich Chernyshevsky, o autor favorito do Camarada Lênin. Fyodor vive em pensões, vivendo de bicos em dar aulas de francês aos amigos russos. Se apaixona pela filha do seu senhorio, Zina quem lhe ajuda a publicar seu livro. Fyodor narra a saudade do seu pai desaparecido que era um grande conhecedor de borboletas na Rússia. Descreve com maestria a vida de Chernyshevsky. E também o amor pela literatura russa. O Fyodor é aquele sujeito amargo, tímido e sonhador. Morando em uma cidade que não gosta, sente saudades da sua cidade São Petersburgo, da sua antiga vida.


Eu não conhecia a vida de Nabokov e no decorrer da leitura tive curiosidade de saber mais sobre o autor. E me deparei com algumas coincidências escritas no livro. Nabokov inicialmente escrevia poesias, se refugiou em Berlim casando com uma judia Vera e por conta da situação nazista da Alemanha se mudou para os EUA. Nos EUA se tornou um grande especialistas em borboletas. Tudo muito parecido com o livro... Voltando agora a narrativa do livro, com a escrita de Fyodor sobre Chernyshevsky, conheci o grande escritor preferido de Lenin que escreveu o livro Que fazer?, um socialista utópico. Pois já tinha ouvido falar sobre ele nos livros de Lenin que tenho, mas não conhecia o autor que inspirou Lênin.



Amei o livro. Amo narrativas históricas russas. Um grande livro, me inseriu no conflito desse emigrante russo que vivendo na Alemanha tem que driblar a raiva dos alemães comunistas que o viam como traidor da sua pátria. Nunca tinha parado para refletir sobre esse prisma. Imagina você ter que sair fugido do seu país sem nada, ir morar em um país estranho e ter que ouvir piadas infames o tempo todo. Nabokov escreve divinamente bem, conseguimos sentir toda a angústia do seu personagem. Grande livro para quem ama literatura russa! Imperdível O dom. Agora pronta para ler Lolita!

Beijos literários

Minha coisa fofa!! #Reolhar #2

Adoro esse projeto Reolhar a Vida da Elaine Gaspareto. Nada melhor na vida que aprender a olhar com calma as coisas simples do nosso dia a dia. E hoje vou colocar a minha coisa fofa! Minha bebê safada, minha branquela da bochecha laranja! Minha Bela!! Minha calopsita que está fazendo um ano de vida!


Adora ficar na almofada que fica na cama. Meu grude! Onde vou na casa tenho que leva-la no ombro! Curiosa!!!


Não posso fazer nada que ela quer bisbilhotar para vê se é para ela! Pensa que todas as idas minha na cozinha é para fazer comida para ela! Possessiva!! Já conhece as xícaras dela onde faço a papinha (ração de bebê) e que ainda come na colher! Microondas ligado, pensa logo que é esquentando sua papinha!! rsrs...



Meu grude!! Quando saio a noite fica no pé da mesa que fica de frente a porta da casa só me esperando! Só vai dormir na hora que chego! rsrs...Não tem como não se apaixonar por esses pequenos. Eu amo animais. 


Se pudesse teria gatos, cachorros, papagaios e periquitos!! Mas por enquanto só mesmo a Bela (e nem sei se é uma menina mesmo!!! rsrs...) Vocês tem algum grude não humano???


Vão lá no Blog da Elaine Gaspareto e participem desse projeto Reolhar a Vida! Bom demais esse exercício semanal de captar a doçura que está ali do seu lado...

Beijos e bicadas
Adriana Balreira e Bela

Projeto Piazzolla na Caixa Cultural #Fortaleza

Vocês que me conhecem sabem muito bem que amo o Twitter, minha rede social queridinha do coração. E por lá o @CinemaArgentino me avisou que vinha para Fortaleza uma apresentação do grupo 3001 Projeto Piazzolla com Elena Rogers e Escalandrum. Lógico que fiquei animada para ir. Não é sempre que vem para Fortaleza um grupo argentino. E vou ser muito sincera, não conhecia nada do Astor Piazzolla. Sim, já tinha ouvido falar dele, mas nunca parei para escutar suas cantigas.


E lá fui sábado à noite com a cara e a coragem para o Centro Cultural Caixa aqui de Fortaleza, driblando todos os pré-carnavais existentes nessa cidade. Eles se apresentaram aqui de quinta a domingo com todos os espetáculos lotados! O grupo é composto por Daniel Pipi Piazzolla na bateria e direção musical, Nicolás Guerschberg (piano e arranjos), Mariano Sivori (contrabaixo), Damián Fogiel (sax tenor), Guastavo Musso (sax alto e soprano) e Martin Pantyrer (clarinete). Além da atriz e cantora Elena Roger, que já protagonizou papéis como “Piaf” e “Evita”, na Broadway. O Daniel “Pipi” Piazzolla, conceituado baterista do cenário do Jazz mundial e neto da lenda Astor Piazzolla.


O show é simplesmente maravilhoso!!! A Elena canta muito bem. O Pipi Piazzolla arrasa na bateria. O espetáculo durou quase duas horas de canções belíssimas e fortes. Se esse show passar por sua cidade, não percam. Mesmo não conhecendo os grandes sucessos tocados, fiquei encantada com tudo. Bom demais deixar se abrir ao desconhecido (para mim) e fazer algo diferente.

E lógico com ótimas companhias, as meninas do Clube de Leitura Penguin. Sim, porque não fazemos só ler!! Nosso grupo de Leitura é muito mais abrangente! Estamos sempre procurando programas culturais para irmos juntos. E em cada sessão uma parte do nosso Clube estava por lá!


Besos besos
Adriana Balreira

Podcast da Companhia das Letras

Não sei se vocês são da época de antes dos smarthphones. Eu sou!! E antes de ter um iPhone, ganhei um iPod todo estiloso que ainda tenho comigo. E na época que ganhei amava baixar podcast nele para ouvir e até assistir. Baixava direto do iTunes e toda semana tinha episódio novo. Amava ver os da Martha Stewart, nem sei se ainda existe! Depois veio o iPhone com todas as redes sociais nele, esqueci dos Podcast.  Hoje em dia meu iPod só mesmo para escutar cantigas!! 


Nem lembrava mais que existia podcast, até que um dia vi no Twitter da Companhia das Letras (@cialetras) um tal de Rádio Companhia, o podcast da Grupo Companhia das Letras!! Adoro novidades, corri para baixar no meu iPhone. Conhecer como seria o formato desse podcast. Pronto, foi paixão a primeira escuta. Estou totalmente viciada nesses podcasts, tanto que já escutei quase todos lançados. Até hoje 39 programas lançados.


Sempre uma delícia de programas. Alguns com entrevistas com autores, conversas sobre os livros, bate-papos literários, dicas sobre cultura em geral. Fábio Uehara quem comanda os programas, sempre de uma forma muito dinâmica e descontraído, um fofo. Os podcast da Rádio Companhia de número 38 e 39 foram com listas dos top 3 do pessoal que trabalha na editora. Dicas não só dos melhores livros, como dos aplicativos, séries de TV, filmes, músicas, shows e até comidas! Super vale a pena escutar. Peguei tantas dicas!! Amei. 


Adoro escutar os podcast que eles fazem em toda última quinta-feira do mês, o Clube de Leitura. Eles escolhem um livro para lerem e várias pessoas da editora conversam e discutem sobre o livro. Os internautas que leram o livro também participam com comentários deixados na página no facebook sobre o Clube de Leitura. Depois sempre fico com aquela vontade louca de pegar logo o livro para ler também. Nesse mês de janeiro irão ler o Anna Kariênnina do Liev Tolstoi. Primeiro livro russo que li, amo muito!! Lógico que não era essa edição maravilhosa!! Que ainda quero reler nela.


Toda quinta-feira sai um novo podcast Rádio Companhia. Dá para escutar pelo iTunes, Deezer ou no Spotify. Escutem!! Bom demais da conta. Baixo os programas e vou escutando, me deliciando com todas as dicas literárias.

Beijos literários
Adriana Balreira

Projeto Reolhar a Vida #1semana

Amo os projetos bloguisticos da Elaine Gaspareto. Todos os anos ela elabora uma blogagem coletiva para fazermos todas as semanas. Ano passado foi sobre Gratidão, esse ano será sobre o reolhar a vida.
 

O que será esse reolhar a vida? Como a própria Elaine Gaspareto explica no blog dela, é colocarmos uma foto do nosso dia a dia que aprendemos a olhar de uma maneira diferente. Eu sou uma que amo prestar atenção nos caminhos por onde sempre passo, ou até mesmo mudar meu percurso para apreciar novos olhares. 

E para essa primeira postagem, segue uma foto da frente da minha loja. É a paisagem que vejo de dentro da loja, onde atendo as pessoas ou nas horas vagas estou lendo um livro. Caramanchão sempre florido. Amo muito essa visão.


Aqui a frente da loja onde fico o dia todo. Aprendendo a reolhar o mundo e a vida.


Vamos participar dessa blogagem! Vão lá no blog da Elaine Gaspareto e vejam mais dos reolhar das blogueiras participantes.

Beijos floridos
Adriana Balreira

Meta cumprida!! #2017

Começo de ano sempre faço aquelas listas enormes com promessas a serem cumpridas durante o ano. Nem sempre consigo levar adiante o planejado, algumas entra ano sai ano nunca são levadas a sério. Tipo ser uma pessoa mais fitness, mais esportiva. Essa insiste em nem sair do papel. Já na área literária o ano de 2017 consegui cumprir minha meta perfeitamente! Tão feliz!


Parece ser um número qualquer a ser alcançado, entretanto foram livros bons, interessantes e deliciosos de ler. Foram 36 livros ao todo no ano de 2017. Muitos dos livros foram para participar de Clubes literários, bem na moda por aqui. Outros foram escolhas solitárias por ver nas redes sociais das editoras. 

Irei listar alguns livros que me conquistaram. Não são de autores conhecidos ou tão comerciais mas foram meus queridinhos do coração.


- RELATOS DE UM GATO VIAJANTE - Hiro Arikawa - Alfaguara - Principal narrador é um gato e conta suas viagen pelo Japão com o seu dono, o Satoru. Eles moravam em Tóquio e Satoru está a procura de um novo lar para o seu gato. História cativante, engraçada, emocionante. Nessas aventuras vamos conhecendo Satoru, sua história e seus amigos. Além do gato ser muito engraçado! Vale muito a pena ler. Uma grata surpresa.


- CONVERSAS ENTRE AMIGOS - Sally Rooney - Alfaguara - Frances é poeta e junto com sua ex-namorada e grande amiga declamam juntos seus poemas quando conhecem o casal Melissa e Nick. Frances acaba se aproximando do Nick e se relacionam escondidos. Tramas bem atuais descritos com delicadeza por uma autora nova. Super gostoso de ler, outro livro que me encantou. Super leve e ao mesmo tempo discute os relacionamentos amorosos dessa juventude de hoje.


- ANGOSTA - Héctor Abad - Companhia das Letras - Uma distopia, em uma cidade qualquer da america latina um dono de um sebo, vive na setor mediano e para entrar no setor de elite tem que passar por policiais, entrevistas. Jacobo ganhou uma herança e poderia viver na parte rica da cidade, mas prefere morar em um hotel decadente, onde vários outros personagens vivem. Enredo super rico, prende o leitor. Amei esse livro.


- UMA AVENTURA PARISIENSE E OUTROS CONTOS DE AMOR - Guy de Maupassant - Penguin / Companhia das Letras - Quem me conhece sabe que contos não são meu genero favorito, mas esses contos do Guy de Maupassant me conquistaram. Cada um melhor que o outro. Engraçados, ricos e todos super atuais. Outra grande surpresa boa desse ano.

Depois coloco aqui a lista completa dos 36 livros que li. 

Beijos e Feliz 2018
Adriana Balreira

Cocada de Forno #RitaLobo

Sempre que perco o sono no meio da noite, ligo logo a TV! Assim o sono vem mais rápido, para mim funciona! Nesse sabádo acordei sem mais nem menos de madrugada e quando liguei a TV estava começando o programa Cozinha Prática da Rita Lobo no GNT. Fiquei assistindo... Ela fez uma frigideira de bacalhau (qualquer dia irei fazer!!) e depois fez uma cocada no forno. 

Gente!!! Fiquei babando na cocada! Logo de manhã comentei com minha mãe e como iamos passar o dia no sitio da minha irmã onde é repleto de coco, não tive dúvidas, trouxe vários cocos já ralados para casa a fim de fazer a receita.


Ontem a noite não resisti... Fui testar a receita da Cocada de Forno da Rita Lobo e fica ESPETACULAR!!! Testada e aprovada! Super fácil de fazer. Só tem um detalhe, o coco tem que ser fresco. Não pode usar o coco seco comprado no supermercado. Tem que comprar um coco, abrir e ralar! 

Vamos aos ingredientes: 

- 1 coco ralado = 2,5 xícaras de coco ralado 
- 2 xícaras de açucar 
- 1 colher de manteiga derretida 
- 3 ovos


Modo de fazer:

- Misturei os ovos só para quebrar as gemas, adicionei o açucar e depois a manteiga e por último o coco ralado. Depois coloquei em um pirex pequeno mesmo, pois a quantidade não é muita. Coloquei no forno por 30 minutos, até formar uma casquinha e pronto!!


Minhas considerações: 

- Para quem gosta de quindim, faça urgente!! Fica mega cremoso, parecendo um quindim. - Prove quente!!! Perfeito. Mas comi também gelada, fica uma delícia também. 

- Fique de olho, pois a minha quase queimou. Meu forno é temperamental e esquenta mais de um lado do que do outro! Aff...

- Amei a receita, pois sou daquelas que morre de medo de testar receitas de TV ou da internet. Quase sempre não dão certo. Agora as receitas da Rita Lobo sempre são rápidas e ficam deliciosas. Megas práticas mesmo!! E funcionam! Podem fazer!! 

Beijos doces!
Adriana Balreira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...