Mais marcador de livro em papel #colorir

Adoro marcadores de livro. E também adoro colorir, desestressa muito. Juntar os dois não tem coisa melhor. Eu adoro passear pelo pinterest e numa dessas andanças vi uns marcadores fofos de meninas para colorir e já fui ver onde encontrar. E fui no site As tontas vão ao céu onde encontrei o arquivo do pdf para baixar e imprimir. Pelo que vi por lá o site original dessa menininhas é o Krokotak e lá tem outras diversas ideias bem legais.


Mas vamos ao que nos interessa: o marcador das meninas. Imprimi em papel ofício A4 normal mesmo. Melhor seria se fosse um papel com uma gramatura mais densa, mais durinha. Mas minha intenção era testar e pintar para passar o tempo mesmo...rsrs...


Fica muito bonitinho no livro também.


Pintei vários bem coloridos. Adoro cores!!!


Se você é como eu que adoro pintar, colorir e ter vários marcadores de livro personalizados, vão lá no site Krokotak que tem mais ideias de marcadores para baixar. 

Beijos coloridos
Adriana Balreira

Gratidão pelos livros #52semanasdegratidão

Amo blogagens coletivas por acabarem sendo um meio de conhecer vários blogs e de também descobrir coisas interessantes através dos participantes. E hoje estive no blog da Elaine Gaspareto onde ela tem uma blogagem coletiva chamada #52semanasdegratidão que eu sempre participo. E no seu post de hoje ela fala justamente sobre livros! Outro assunto que amo! E lá ela conta que no dia 23 de abril se comemora o dia mundial do livro! Não sabia dessa data comemorativa!! 


Então resolvi escrever o quanto sou grata aos livros. Minha paixão de sempre. Quantas histórias lidas! Quantos personagens já conheci e vivenciei. Quantos autores tive a oportunidade de ter contato com suas palavras, suas vivências, seus olhares...


Não consigo mensurar a quantidade de livros que já passaram nas minhas mãos e mente! Só sei o quanto todos eles me moldaram enquanto pessoa. E não só os grandes clássicos, mas por todos aqueles livros lidos que nem sei mais os títulos. Sim, mas todos os livros que passaram e irão percorrer ainda por mim tem toda a minha gratidão.


Sim, porque os trato sempre com muito carinho todos as obras por mim lidas. Toda a minha gratidão pelos livros! E também pela blogagem coletiva #52semanasdegratidão pois só assim descobri que dia 23 de abril se comemora minha paixão: os LIVROS!!!


Ah, vão lá no blog da Elaine Gaspareto que ela está sorteando um livro da coleção dela. E irei também sortear um livro meu entre as pessoas que comentarem (que residam no Brasil) no meu blog nesse post. O sorteio será no dia 24/04.


Beijos e boa sorte
Adriana Balreira

XII Bienal Internacional do Livro do Ceará #EuFui

Sim, estive na XII Bienal Internacional do Livro do Ceará! Está acontencendo no Centro de Eventos do Ceará do dia 14 a 23 de abril. Ainda dá tempo de ir, visitar, comprar! A Bienal do Livro do Ceará desse ano tem como título: Cada pessoa, um livro; o mundo, a biblioteca. E tem como curador o execelente e maravilhoso autor cearense Lira Neto, escreveu biografias das mais diversas personalidades como Padre Cícero, Getúlio Vargas e mais recentemente sobre o Uma história do Samba. Autor do Grupo Companhia das Letras, vão lá e vejam quantos livros maravilhosos ele escreveu.


Mas voltemos a falar sobre a Bienal do Livro. Diversos stands com vendas de livros. Com várias editoras participando com preços maravilhosos. Tem diversos livros com preços de 10 contos somente. E muitos descontos para comprar muitas obras e levar para casa bastantes livros! Confesso que não comprei ontem não comprei nenhum livro.


Prefiro participar dos encontros literários que tem de muitão! Em vários espaços do Centro de Eventos tem uma diversidade de programação literária e cultural o dia inteiro nesses 10 dias de Bienal do Livro. Para encontrar a programação tem a página da Secretaria da Cultura e da Bienal do Livro do Ceará no Facebook. Onde lá eles estão sempre colocando as dicas e o que está acontecendo na Bienal. Vão lá!


Ontem fui encontrar as meninas dos Clubes de Leitura que participo. Fomos assistir as paletras sobre o livro A Normalista do Adolfo Caminha que estamos lendo este mês de abril no Clube de Leitura Penguin. A Normalista foi um livro lançado no ano de 1893 pelo autor cearense Adolfo Caminha. Autor com poucas publicações, morreu com somente 29 anos! O livro A Normalista é maravilhoso, retrata Fortaleza do século XIX, com suas ruas, Passeio Público, pessoas, situações. Leiam, estou amando.


E para falar sobre A herança bendita e a Fortaleza maldita de Adolfo Caminha, tivemos um encontro literário com o autor Lira Neto e com a também autora cearense Tércia Montenegro. Tércia que tem vários livros lançados pela Companhia das Letras, como o último livro Turismo para Cegos. Ainda não li mas todos falam que é maravilhoso. A conversa entre os dois sobre Fortaleza, suas escritas e muito mais foi perfeita! Uma hora e meia de conversa e debate sem mesmo notarmos o tempo passar.


E como tiete e fã, pedi sim para tirar fotos com o Lira Neto. Um doce de pessoa! Pense! Como já disse em um post passado, eu não me apaixono por personagens e sim pelos autores! E o Lira Neto ganhou um local no meu coração! Super simpático, bem humorado, inteligente. Um gentleman! 


E para fechar o dia, fizemos uma foto bem descontraída com as clubistas lindas e amadas! Amei a foto!


Vão na Bienal pelo menos um dia sequer! Tem uma vasta programação para todos os gostos!!!Além de ter encontrado por lá muitas pessoas queridas! 

Beijos literários 
Adriana Balreira

Flores #Resenha

Sim!! Eu escolho livros pela capa! Complicado fazer isso, as vezes o conteúdo não condiz com a beleza estampada na capa. Mas não pude resistir a essa capa lindíssima do livro Flores do autor português Afonso Cruz que a Companhia das Letras lançou. Olhem se não tenho razão? 


Site | Facebook | Twitter  | Instagram 

O livro começa com a morte de um pai, do jornalista que é casado e tem uma filha pequena. No prédio onde mora, habita o senhor Ulme que em uma visita ao jornalista comenta que nunca vira um mulher nua. O jornalista fica horrorizado com essa declaração e vai ajudar o Sr. Ulme a lembrar se realmente isso jamais aconteceu no passado. O relacionamento conflituoso do jornalista com sua esposa, acaba fazendo o jornalista a se empenhar em ajudar a esse homem sem memória. O jornalista acaba se separando da sua esposa Clarisse e sua relação com sua filha se desgasta, apesar de ser tão pequena.

Um livro super terno, que nos mostra realidades tão diversas. Um homem que não recorda que amou uma mulher e o outro que não dá valor ao amor, se envolve com a rotina de vida e suas relações afetivas se deterioram sem ele tomar conhecimento.  O nosso protagonista, o jornalista, é um homem extremamente infeliz, perdido, mas com o envolvimento com a busca do passado do vizinho, vai se humanizando, amando e melhorando como ser humano.


Amei o livro, e dessa vez a capa fez jus ao conteúdo do livro. Um livro para ler não somente pela estória do Sr. Ulme tentando resgatar seu passado, mas sobretudo pelas reflexões que o autor Afonso Cruz nos faz fazer. Não conhecia esse autor e fiquei sabendo que o livro Flores ganhou o Prêmio Literário Fernando Namora, que é um prémio literário instituído pela Sociedade Estoril Sol, em homenagem ao escritor com o mesmo nome. O prémio é entregue anualmente a uma obra de ficção (romance ou novela), de autor português, desde 1987 (embora só entregue pela primeira vez em 1989). Vou procurar mais livros desse autor. Gostei do jeito dele escrever. Boa pedida!

Beijos floridos
Adriana Balreira

O Desaparecido #Resenha

Como já disse anteriormente, estou aproveitando esse tempo forçado em casa por conta da cirurgia da retirada da vesícula para colocar minhas leituras em dia. Esse livro, O Desaparecido do Dror Mishani da Companhia das Letras  lançado em fevereiro de 2017. Comecei a ler no hospital antes de ir para a sala de cirurgia. Estava tensa e queria ler um livro que prendesse minha atenção e nada melhor que um livro de suspense policial para me distrair. E funcionou, logo depois da cirurgia foi a leitura desse livro que me fez abstrair dos incômodos gerados da anestesia geral e do procedimento em si.


Site | Facebook | Twitter  | Instagram 

É um livro policial onde um rapaz morador de Holon bairro de Tel Aviv desaparece. E a mãe dele procura o detetive Avraham Avraham na delegacia para pedir ajuda. Ofer um jovem de 16 anos, fazendo o último ano da escola, some em uma quarta-feira pela manhã no caminho da escola. O detetive Avi Avraham pensa que está tratando de uma tarefa fácil de elucidar. Quantos jovens cabulam a aula para não ter que fazer uma prova, vão para um shopping, perdem a hora e voltam para casa tarde da noite?? Assim pensou o detetive fosse acabar o caso. O jovem voltando para casa. Tenta acalmar essa mãe desesperada e a manda voltar para casa a espera do filho. Mas no dia seguinte a mãe retorna à delegacia alegando que nada aconteceu. O filho continuava desaparecido. O pai do menino trabalha em alto mar e está viajando para Trieste e não sabe ainda do acontecido. Começam as investigações com depoimentos dos vizinhos, amigos de escola.


No prédio tem um casal de professores que tem um filho pequeno e Zeev Avni tinha sido professor particular de inglês do Ofer, o desaparecido. Esse professor é um escritor frustrado e fica fascinado por esse desaparecimento. Quer sempre participar dos depoimentos, buscas. Fica procurando o detetive Avraham para conversar e falar sobre o jovem Ofer. Acaba sendo alvo de suspeita. 

Não irei falar mais sobre o enredo. Mas adorei o livro. Não previ o desfecho, o que adorei. Prende a atenção do leitor. Mescla capítulos com a visão do detetive e o outro com o professor Zeev Avni e sua percepção. Como havia dito, um livro policial passado em Israel, bem incomum. O que me fez ter vontade de ler. E além do mais tem romance também! Adoro conhecer novos autores e perspectivas literárias. E cumpriu o dever, me fez focar na leitura e esquecer um pouco os incômodos de ficar deitada no hospital o tempo todo, nem que fosse por um dia somente. Uma delícia de leitura. Vale a pena. 

Beijos cheios de mistérios
Adriana Balreira

Kurt Seyit & Şura #Série

Estou ainda convalescendo em casa, deitada, descansando, esperando ficar logo boa da cirurgia da retirada da vesícula. Então estou aproveitando colocando as leituras em dia e assistindo Netflix. E foi no Netflix que uma capa de uma série turca me chamou atenção: Kurt Seyit & Şura. Fui ver do que se tratava e fiquei encantada com a sinopse, uma série passada na Rússia de 1916 sobre um romance proibido de um rapaz russo de origem turca com uma nobre russa. Vocês me conhecem, sou apaixonada pela Rússia, comecei a assistir!


Kurt Seyit é primeiro tenente do exército russo que está no front da primeira guerra mundial lutando. Şura é a filha mais nova de uma família abastada que mora no interior da Rússia. O pai dela com problemas de saúde vai se tratar em Petrogrado (antiga San Petersburgo) e leva suas filhas Şura e Valentina. As filhas ficam hospedadas na casa do sócio do pai, os Boronski, cujo filho Petro é o melhor amigo do Seyit. Um baile acontece na casa de Petro, e Seyit e Şura se conhecem se apaixonando perdidamente... Muitos contratempos e armações fazem com que esse amor tão intenso não aconteça...


Previsto já essa separação do casal. Só a primeira temporada que é disponibilizada no Netflix tem 46 episódios! Então já imaginem o quanto os nossos protagonistas sofrem!! O que mais amei nessa série/novela turca é o cenário. Retrata a Rússia com toda a sua pompa dos nobres, mostrando a cidade de Petrogrado com seus palácios e arquiteturas riquíssimas. E as roupas??? Lindas, super delicadas. E os atores são lindíssimos. Também amando a trilha sonora, que cantigas lindas!! 


Uma série bem ♥ água com açúcar  mesmo. Pelo que li essa série é baseada em dois livros com o mesmo título: Kurt Seyit & Şura, não conhecia esses livros. Estou no sexto episódio, faltam somente 40 para acabar...rsrs...Estou amando, pois já está no ano de 1917 e o povo russo já está se rebelando, o Czar já renunciou e daqui a pouco vem a Revolução Russa! Nesse centenário da Revolução Bolchevique nada melhor que assistir uma série que se passa na antiga Rússia! Se você gosta de romances melosos, difíceis, com cenário lindo e riquíssimo vai amar essa série/novela.  

Beijos bem doce!!!
Adriana Balreira

6 anos do Blog!!

Não, eu não esqueci do sexto aniversário do meu blog. Sim!! Meu blog Adriana Balreira fez 6 anos no dia 30 de março de 2017. Sei que estou mega atrasada, mas é que nesse dia estava entrando na faca. Fiz uma cirurgia de colecistectomia, nome feio né? Mas foi a retirada da vesícula biliar. Estava com algumas várias dezenas de pedras na vesícula machucando meu corpo que teria que ser retirado o quanto antes. E foi justamente no dia 30 de março pela manhã. Foi minha primeira cirurgia, então estava bem tensa, medo mesmo, muito medo! Mas aqui estou me recuperando com a barriga toda furada, sem vesícula e com vários pontos...



E só agora tive coragem e disposição para escrever um cadinho... Dedicar algumas palavras de gratidão por esses 6 anos do meu blog. Quando iniciei os trabalhos por aqui pensei que não fosse passar do primeiro mês. E agora já com seis anos de existência essa relação de amor entre mim e meu blog. Meu maior tempo de relacionamento! Também, meu blog não me cobra, não sente ciúmes... E ainda aguenta as milhares de palavras escritas, registradas aqui com tanto amor, raiva, emoção...

 Meu blog em números nesses 6 anos  : 
- Número de Visualizações - 1.209.321
- Número de Seguidores - 756
- Número de Comentários - 19.821
- Número de Postagens - 904
- Número de dias do blog - 2.191
- Número de dias felizes - 2.191

Tenho muita gratidão por tanto que aprendi por aqui esse tempo todo. Tantas pessoas que conheci, tantos blogs que me ensinaram. Devo tudo isso a todos vocês que aqui visitam, me escrevem, me seguem. Amo muito blogar e vou voltar a escrever mais...

Beijos no coração de cada leitor do blog  
Adriana Balreira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...