1984 edição comemorativa

Amo romances distópicos, sim aqueles livros que nos colocam em um futuro imaginário com governos totalitários, ditatoriais que exercem um poder tirânico no seu povo. E uma das obras primas desse gênero é o 1984 do George Orwell escrito em 1948 e lançado em 1949. Está sempre nas listas dos melhores livros do século 20. Faz uma crítica política que é sempre atual. E no final de 2019 a Companhia das Letras fez uma nova edição comemorativa pelos 70 anos do lançamento original e enviou um exemplar para mim. Que presente!! Amei muito!!


Que edição!! Capa dura feita em tecido, lombada impressa. Super caprichada. E com vários textos de apoio de vários autores renomados. Alguns ensaios que dão conta da história da recepção crítica do livro desde o ano de seu lançamento, 1949, até hoje.


Além de fotos de várias edições do mundo inteiro. É uma edição perfeita! Linda de morrer!


Eu já tinha a edição antiga do 1984 da própria Companhia das Letras. Ganhei de Natal de alguns anos atrás do meu irmão Eduardo. Já li mas com certeza irei reler nessa nova edição.



"O romance de Orwell tem como herói o angustiado Winston Smith, refém de um mundo feito de opressão absoluta. Em Oceânia, ter uma mente livre é considerado crime gravíssimo. Numa trama em que os "fatos alternativos" estão por toda parte e a mentira foi institucionalizada, Winston se rebela contra a sociedade totalitária na qual vive; em seu anseio por verdade e liberdade, ele arrisca a vida ao se envolver amorosamente com uma colega de trabalho, Júlia, e com uma organização revolucionária secreta. Normalmente lido como uma distopia, 1984 é também uma sátira, uma profecia, um grito de alerta, um thriller de espionagem, uma extraordinária ficção científica, um terror psicológico, um romance pós-moderno e uma história de amor." Companhia das Letras

Se ainda não leram essa obra prima, aproveitem essa edição comemorativa. Tenho certeza que irão amar. O Grande Irmão vai estar de olho em quem não leu!!! rsrs... 

Beijos literários
Adriana Balreira

Lidos em 2019...

Feliz 2020! E vim aqui nesse comecinho de ano para colocar os livros lidos em 2019. Que ano esse!  2019 foi um ano intenso e não consegui cumprir a minha meta literária de 36 livros lidos... Li ao todo 22 livros fabulosos! Não posso reclamar de nenhum dessas obras degustadas ao longo do ano. O importante não é a quantidade e sim o hábito da leitura diária. Um pouco ou muito que se lê já faz um bem danado. Livros são sempre meus companheiros mais fiéis. 


 Bora lá vê a listinha??
1) Se a rua Beale falasse - James Baldwin - Companhia das Letras - Tish passa o livro tentando provar a inocência do namorado que está preso por ter estuprado uma porto-riquenha. Aqui um retrato da discriminação racial americana dos anos 70 e que não fica atrás do Brasil de hoje em dia! Maravilhoso! 

2) Cloro - Alexandre Vidal Porto - Companhia das Letras - Livro começa já com o personagem principal avisando que está morto. E assim ele faz um balanço do que foi sua existência, suas escolhas, seu casamento para encobrir quem realmente era e do que gostava. Sua vida dupla, não aceitando a sua homossexualidade. Perfeito! Amo a escrita do Alexandre. Sempre muito leve e rápida e ao mesmo tempo profunda! Amo muito!!!! 

3) Montanha Mágica - Thomas Mann - Companhia das Letras - O que dizer sobre esse calhamaço?? Literalmente subi a montanha e amei. Já tinha lido do Mann a trajetória da família Buddenbrooks e conhecia a escrita dele. Foi gostoso acompanhar a ida do engenheiro Hans Castorp em um sanatório para tuberculosos. Me encantei com os personagens e suas histórias. 

4) O homem de areia - Lars Kepler - Editora Alfaguara - Amo romance policial. E nesse livro que se passa na Suécia, onde um serial killer é investigado pela detetive Joona Linna. Bem interessante!! Surpreendente.

5) Maria Bonita: Sexo, violência e mulheres no cangaço - Adriana Negreiros - Editora Objetiva - Biografia da mulher do Lampião, o mais temido cangaceiro. Aqui tem as histórias das mulheres que viviam junto com os cangaceiros no meio do sertão nordestino. Maravilhoso, pois sempre nos ensinam só a vida desses homens e nunca das companheiras. 

6) Oeste - Carys Davies - Editora Alfaguara - Não conhecia essa autora estaduniense, que narrou uma história de um viúvo que viaja pelo interior dos EUA, deixando sua filha pequena aos cuidados da sua irmã. Entramos nessa viagem e a espera da filha pelo pai. Muito singelo e bem escrito.

7) Cat Person e outros contos - Kristen Roupenian - Companhia das Letras - 12 contos que tratam de amor, desejo, poder... São pequenas histórias densas e bem atuais. Autora americana que se destacou com um conto na revista New Yorker e logo lançou esse  livro muito bom!!

8) Uma sensação estranha - Orhan Pamuk - Companhia das Letras - Autor turco, ganhador do Nobel de Literatura de 2006, então não podia ser um livro ruim. Junto com o personagem Mevlut, transcorremos uma Istambul ao longo de 50 anos com todas as suas transformações e cultura. Imersão na história da Turquia junto com os personagens! Amei!!! Vale a pena!

9) Uma mulher no escuro - Raphael Montes - Companhia das Letras - Vitória já é uma mulher, mas aos 4 anos de idade viu sua família ser morta. Solitária e cheia de medos, a personagem volta a ser assustada pelo assassino. Suspense eletrizante!!

10) Como curar um fanático - Amóz Oz - Companhia das Letras - São ensaios sobre o conflito de Israel e Palestina. Muito enriquecedor.

11) A caixa preta - Amóz Oz - Companhia das Letras - Um romance epistolar entre Illana e seu ex-marido. Nessas cartas o ex casal acabam passando a limpo todos os anos que passaram juntos e seus conflitos. Romance que se passa em Israel e mostra todo fanatismo religioso. Por isso li junto com o livro anterior!

12) O crime da galeria de cristal - Boris Fausto - Companhia das Letras - Livro que relata 3 grandes crimes ocorridos em São Paulo no inicio do século XX. Amei conhecer esses escandalosos crimes que nunca tinha ouvido falar. Perfeito!! Amei!!

13) Talvez Esther - Katja Petrowskaja - Companhia das Letras - Eu e minha mania de ler livros de autores que não conhecia. Sempre um prazer descobrir novas escritas. E essa autora ucraniana reconstituiu a trajetória de sua família de um jeito inusitado. Gostei muito.

14) Dez mulheres - Marcela Serrado - Editora Alfaguara - Escritora chilena, descreve de um jeito maravilhoso a vida de 10 mulheres que tem em comum a terapeuta. São histórias fortes, relatos de suas vidas. Muito bom!

15) Cidade das garotas - Elizabeth Gilbert - Editora Alfaguara - Autora de Comer, rezar, amar. Uma garota do interior vai morar com sua tia dona de um teatro em Nova York nos anos 40. Vivian vive o glamour das artistas e vamos acompanhando sua vida ao encontro do seu grande amor.

16) A última mulher - Luiz Alfredo Garcia-Roza - Companhia das Letras - Mais um caso do detetive Espinosa em pleno Rio de Janeiro! Amo romances policiais!! E esse detetive é o máximo. Adoro!!

17) Carta à rainha louca - Maria Valéria Rezende - Editora Alfaguara - Só a capa já mostra que livro espetacular se tem. Que livro!! Olinda 1789, uma jovem é mantida presa e escreve para a Rainha Louca de Portugal descrevendo os horrores de ser uma mulher no Brasil. Estrutura da linguagem é perfeita! Vale muito a pena ler!

18) O morro dos ventos uivantes - Emily Bronte - Editora Zahar - Nunca tinha lido esse clássico, mas a edição comentada é tudo de bom! Explica bem direitinho. O começo é um pouco confuso, depois com a empregada contando a história ao forasteiro, fica mais claro. Amei!! Clássico é sempre garantia de boa leitura.

19) A falência - Júlia Lopes de Almeida - Editora Penguin - Autora brasileira do começo do século XX que não conhecia. E olha que ajudou a fundar a Academia Brasileira de Letras e não pôde ser um membro, seu marido é quem foi escolhido. Quanto machismo!! Voltemos ao livro. Um comerciante de café do Rio de Janeiro, casado, com filhos, bem sucedido mas que se deixa levar por um espertalhão e acaba na falência. Espetacular!! Amei!!

20) Os sete maridos de Evelyn Hugo - Taylor Jenkins Reid - Editora Paralela - Uma atriz famosa concede entrevista a uma jornalista novata para que ela escreva sua biografia. Vai contar sobre os 7 maridos que teve e revelar o seu verdadeiro grande amor. Lindo o livro! Gostoso de ler!! Amei muito!

21) O ano do macaco - Patti Smith - Companhia das Letras - Confesso que não conhecia Patti Smith até ler o Só garotos. Nem sabia que ela é cantora. Vivendo e aprendendo. Nesse novo livro, é um espécie de diário dela do ano de 2016 no qual ela fez 70 anos, perdeu dois grandes amigos...

22) Crocodilo - Javier A. Contreras - Companhia das Letras - Fechei o ano em grande estilo. Que livro!! Sobre o suicídio de um jovem no qual seu pai tenta entender os motivos ou não que o levaram a realizar tal ação. Genial! Não conhecia esse autor brasileiro. Amei muito! Bom demais!



E assim foram as 22 obras primas lidas no ano de 2019. Pretendo em 2020 ler pelo menos uns dois livros por mês, mas sem pressão. Ler é prazer e não obrigação. Escrevendo esse post me dei conta de quantos livros enriquecedores li. E que venha 2020...

Beijos literários
Adriana Balreira




Feliz Natal e livros ganhos...

2019 está acabando... Dia de Natal e venho desejar um Feliz Natal a todos! E mostrar os livros que ganhei esse final de ano. Não gosto muito de participar de amigo secreto, alguns não podemos escapar. E esse ano amei os meus presentes, souberam captar bem o meu gosto literário e me mimaram bastante!!


No amigo secreto do Clube de Leitura Penguin ganhei o livro Escravidão do Laurentino Gomes da editora Globo Livros. Amei.


Em um amigo secreto virtual ganhei dois Dostoiévski ainda não lidos por mim! O eterno marido e Noites brancas. Amo essas capas da Penguin Companhia! São lindas demais! Perfeitas! 



Esse é o outro Dostoiévski que ganhei, essa pessoa que me tirou conhece bem o meu amor pela literatura russa!


E o livro que ganhei da editora Companhia das Letras, As sombras de outubro lançado pela editora Suma! Amo romances policiais!!


E ganhou algum livro nesse final de ano? Ou aquele presente tão desejado?

Beijos e Feliz Natal
Adriana Balreira

Saudades monstra!!

Trocentos livros para resenhar e cadê tempo para sentar e colocar as aventuras lidas durante todo esse ano. Li poucos livros, mas em compensação foram livros extremamentes fortes, humanos, profundos... Mas não vim aqui me lamuriar por falta de tempo... Pois a verdade é que o cansaço, as redes sociais, os afazeres do mundo real me tirou do mundo dos blogs o qual tanto amo!! Morro de saudades do meu cantinho. De jogar palavras ao vento....


Na verdade, na verdade, nem ia postar nada... mas vim abrir um notebook velhinho que tenho, onde sempre escrevi a maioria dos posts... O bichinho quase não liga de tanto tempo inativo. Calma, estou com um notebook Mac super potente que ganhei ano passado do meu irmão por isso o notebook velinho estava parado. Mas fui procurar um arquivo nele e deu nostalgia de teclar nele. Motivo mais que suficiente para matar as saudades do notebook e do meu cantinho.
Volto logo... Não desisto nunca desse local... Meu amor eterno!

Beijos cheios de saudades
Adriana Balreira

O crime da Galeria de Cristal #livro

Décadas que não postava no blog... Gente!! Nesse tempo todo ausente li alguns livros maravilhosos. E um deles foi o livro O crime da Galeria de Cristal e os dois crimes da mala — São Paulo, 1908-1928 do autor brasileiro Boris Fausto. Um dos maiores historiadores do país e cientista político, tem 88 anos. Um fofo!! Nunca tinha lido nenhum dos seus livros, e amei!! O livro foi lançado pela Companhia das Letras em março de 2019.


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O livro narra sobre 3 crimes ocorridos no início do século XX na capital paulista. Crimes e julgamentos famosos. Boris descreve com maestria como transcorreu os assassinatos e seus julgamentos judiciais e as reações da sociedade tradicional paulista diante dessas histórias. Não conhecia nenhum dos acontecimentos descritos no livro, o Crime da Galeria Cristal e os dois crimes da Mala. Pelo que foi descrito no livro, esses crimes abalaram São Paulo. Foram intensamente descritos nos jornais da época.

Imagem tirada da Revista Isto é

O primeiro delito foi de um moço que foi atraído ao quarto de um hotel e assassinado. Uma verdadeira tragédia conhecida como o Crime da Galeria de Cristal. O jovem bacharel Arthur Malheiros estava andando despreocupadamente pelas ruas do centro de São Paulo em pleno Carnaval, quando um desconhecido o abordou e pediu para conversar com ele sobre assuntos de negócios. Elizário Bonilha o chamou para o seu hotel. 

Chegando ao Hotel Bella Vista subiram para o quarto 59 onde a professorinha Albertina aguardava com um revolver em punho. A moça que já tivera um caso com o Bacharel, atirou contra seu corpo ignorando o pedido de perdão do Bacharel. Logo depois do crime, Eliazário, marido da professora, saiu a procura dos policiais. Um caso de vingança contra honra. A sociedade paulista se dividiu entre os que chamaram Albertina de heroína e vilã. Tiveram quatro julgamentos e no livro foram descritos com primor pelo autor.

Imagem tirada da Revista Isto é


Os outros crimes reproduzidos são denominados como os Crimes da Mala. Em 1928, em pleno porto de Santos encontraram um baú com um corpo de uma mulher. Crime descoberto pelo peso grande do baú. O italiano Giuseppe Pistone assassinou sua esposa grávida Maria Mercedes Féa. Que pelo que vi na entrevista com o Boris Fausto no programa do Bial, a Maria Mercedes é cultuada até hoje como uma santa no cemitério de Santos. 

O outro crime da mala foi o de 1909 no qual o Michel Trad tentou viajar de navio para Europa com o corpo Elias Farhat na mala. Pensando ele em jogar ao mar a mala, mas antes alguém sentiu o cheiro forte e ele foi descoberto. Michel Trad parece que tinha um caso com a Carolina, esposa do Farhat.

Imagem tirada da Revista Isto é

Enfim, são histórias fantásticas e super bem escrito. Para quem gosta de crimes, julgamentos, histórias verídicas, jornalismo, esse livro O crime da Galeria de Cristal é essencial. Perfeito! E como comentei, assistam à entrevista do Boris Fausto com o Pedro Bial na Globoplay. Muito bom.

Beijos literários
Adriana Balreira

Bolo de caneca com goiabada

Sabe aqueles dias que você está com desejo de comer algo doce, um bolinho gostoso... mas não tem na sua casa! E você não está com coragem de fazer um bolo enorme!! Aí o que a gente faz??? Procura na internet uma receita de bolo de caneca no microondas! Mas eu não queria um bolo de caneca de chocolate, queria algo diferente. Aí foi que tive a ideia de fazer um bolo de caneca normal e acrescentar doce de goiaba dentro! Pronto! Ficou uma delícia!


Como fiz:
- 1 ovo
- 3 colheres de sopa de açúcar
- 3 colheres de sopa de óleo
- 3 colheres de sopa de leite
- 3 colheres de sopa de farinha de trigo com fermento
- baunilha (umas gotinhas)
- Pedaços de goiabada

Em uma caneca coloquei um ovo e as 3 colheres de sopa de açúcar e com um garfo misturei bastante. Depois acrescentei umas gotinhas de baunilha, as 3 colheres de sopa de óleo e as 3 colheres de sopa de leite, misturei bem tudo e no final adicionei as 3 colheres de sopa de farinha de trigo com fermento.


Dividi em duas canecas normais e coloquei alguns pedaços de goiabada. Tudo bem que não dividi em partes iguais, mas deu certo. rsrs... E levei ao microondas por dois minutos. Sim, dois minutinhos e cresceram lindamente.


Desenformei e o doce de goiaba ficou uma delícia derretido... Pronto, matei a vontade de comer um bolinho esperto em menos de 5 minutos de espera! Bom demais da conta. Recomendo! Ficou fofinho e mega gostoso.


Beijos doces
Adriana Balreira

8 anos de blog

Dia 30 de março de 2011, estava eu sem fazer nada e resolvi criar um blog. Todos quem seguia no meu Twitter (@adrianabalreira) tinha um blog menos eu. E sem muita expectativa, sem noção, sem criatividade, sem o dom da escrita, comecei meu blog Adriana Balreira. Deu para notar quanta originalidade eu tenho em criar um nome para o meu blog! Esse é o nível da pessoa, dona exclusiva desse local.




Pensei que minha paciência para escrever no blog não passaria dos primeiros 6 meses. E agora já tem 8 anos!!! Gente!! Oito anos, 96 meses!! Tempo demais da conta. Tudo bem que ultimamente tenho postado bem menos que gostaria. Manter um blog dá trabalho e dedicação. Tenho o maior carinho por esse cantinho, meu, onde posso colocar tudo que mais gosto. Fico mega feliz em saber que ainda tenho leitores por aqui. Pessoas que passeiam por aqui, lendo minhas muitas dicas de livros, receitas e quinquilharias. 

Nesses oitos anos muitas peripécias e mudanças passei. Algumas centenas de livros lido, receitas feitas, bobagens escritas. Quero mais e mais anos mantendo esse local, mesmo sendo já um veículo tão pouco procurado no mundo da internet. Agora as redes sociais (Twitter, Facebook e Instagram) dominaram o espaço do blog. Sim, tenho e mantenho minhas redes sociais. Adoro o mundo virtual onde fiz várias amizades.


Voltando ao blog, que venham mais e mais anos, mais livros, mais guloseimas, mais futilidades... Que seja infinito... 

Beijos infinitos 
Adriana Balreira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...