Clube de Leitura Penguin #24 - O Cortiço

O livro do mês de Novembro do Clube de Leitura Penguin de Fortaleza foi o clássico do Aluísio Azevedo "O Cortiço" da Companhia das Letras. Livro que muitos leram na escola mas eu nunca tinha lido, lembro que no colégio o livro do Aluísio Azevedo que li foi o Casa de Pensão. Então amei ter essa oportunidade de ler uma obra clássica da literatura brasileira. Sempre, sempre é muito gostoso degustar palavras escritas por nossos autores.


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O Cortiço narra a história do João Romão, um português que mora no Rio de Janeiro, vendedor, dono de uma pedreira e de um cortiço. Mora com uma ex-escrava, a Bertoleza. Ao lado do cortiço mora o casal Miranda e Estela e a filha deles. Miranda e Estela vivem um casamento de mentira, Estela já o traiu várias vezes. E Miranda não quer separar para não perder o status que o casamento lhe proporcionou. Vive com a dúvida se a filha é dele ou não. No cortiço moram dos mais variados tipos de personagens. Jerônimo, trabalhador da pedreira do João Romão com sua esposa Piedade. A negra Rita Baiana que tem um namoro com Firmo. Pombinha, uma das poucas pessoas alfabetizadas no cortiço que escreve cartas para o pessoal, casa com um rapaz que lhe era prometido mas logo se separam. 

A história gira em torno do dia a dia dos habitantes do cortiço. Das lavadeiras, das rodas de dança, dos conflitos entre as pessoas, seus relacionamentos e convívios entre si. O mais interessante é verificar que essa dinâmica não modificou mesmo decorrendo mais de um século. Esses conflitos entre as pessoas, as invejas, as brigas, os desentendimentos, nada mudou! As brigas entre os casais, as paixões desenfreadas, as decepções amorosas, as maldades... são descritas de uma forma incrivelmente verdadeiras e factuais. O Aluísio Azevedo consegue passar um realismo nas cenas descritas ao longo do livro encantadoramente. E são personagens fortes, densos, com muita alma. Mesmo sendo em um número grande, não dá para confundir ou mesmo se perder ao longo do livro.


Muitos clubistas falaram que leram esse livro na escola. Na minha nunca adotaram esse livro. E ao ler "O Cortiço" entendi o porquê das irmãs do Colégio da Imaculada Conceição (onde estudei) não ter obrigado a gente ler. Tem várias cenas picantes! São sutis, nada muito escancarado. Mas não adequadas para um colégio de freiras no século passado...rsrs... Voltando ao livro, só tenho uma coisa a dizer, MARAVILHOSO!! Leitura obrigatória para todos os brasileiros. Sim, um livro do século 19, não importa!! É um livro fácil de ler, sem palavras dificeis, com varias histórias se desenrolando ao longo do livro e uma riqueza imensa de personagens! Leiam, um livro que se encontra com um preço acessível e super enriquecedor.♥ ♥ ♥ 

Beijos literários ♥ 
Adriana Balreira

Baba de Moça #receita

Amo Baba de Moça. Lembra minha infância. Tinha uma loja de bolos aqui em Fortaleza chamada Bom Bocado que vendia Baba de Moça em potes e toda semana minha mãe comprava um bolo e esse pote recheado de baba!! Nunca tinha feito. E hoje minha mãe acordou querendo fazer Baba de Moça e pediu para procurar no Google uma receita para fazermos. Encontrei esse site e como a receita eram com 10 gemas, resolvemos fazer a metade. Vai que não desse certo!!


Minha receita, que foi a metade desse link:

Ingredientes: 
- 1 xícara de açucar
- 1/2 xícara de água
- 5 gemas peneiradas
- 100ml de leite de coco (usei o natural) (metade do vidrinho de leite de coco)


Modo de Fazer: 
- Primeiro fiz a calda com a água e açucar. Misturei com o dedo (limpo!! rsrs) na panela a água e açucar e coloquei no fogo sem mexer mais. Quando ferver espera uns 20 minutos até formar bolhas e estiver em ponto de fio, desligar e aguarda esfriar uns 5 minutos.


- Depois mistura o leite de coco. Fiz o meu próprio com coco ralado natural com um pouco de água no liquidificador e coei. E medi 100ml. Quando tiver a calda morninha, mistura o leite de coco.


- Acrescenta as gemas peneiradas e volta ao fogo para cozinhar e engrossar, misturando sempre com uma colher de pau.


Tinha feito um bolo fofo (link da receita) e assim foi a sobremesa de domingo! Uma delícia.


Considerações finais: para o meu paladar, acho que merecia um pouco mais de açucar (sou formiguinha ao extremo). Em hipotese nenhuma mexer a calda de açucar, é só prestar atenção para não queimar. Fica transparente mesmo, só engrossa um pouco. Não ficou com gosto de ovo, passei na peneira as gemas.

Beijos doces
Adriana Balreira

Clube de Leitura #23 - Na Colônia Penal (Quadrinhos)

O Clube de Leitura Penguin de outubro foi realizado no dia 07 de novembro! O livro escolhido do mês foi o clássico em quadrinhos "Na Colônia Penal" do Franz Kafka. Nunca li nada do Kafka! O estilo escolhido foi em quadrinhos, mas como não sou muito de ler quadrinhos, optei por ler o livro convencional mesmo. Abaixo a versão quadrinhos que é da editora Companhia das Letras. Lá no site da editora dá para ver um trecho em quadrinhos.


As cores do quadrinho são bem sóbrias, tons terrosos, bem ao clima do livro. A história se passa em uma terra árida, muito calor, uma colônioa penal. Onde um estrangeiro, o explorador, chega para verificar com seus próprios olhos o funcionamento do aparelho onde são executados os condenados. Então o Oficial vai demonstrar como o aparelho funciona, com seus metódos medonhos, arcaico, torturante mesmo. O local é quente e estão usando roupas pesadas, dando um mal estar até em quem está lendo o livro. 

No livro os personagens não tem nomes, só os títulos: Explorador, Oficial, Condenador. Logo o Oficial irá demonstrar como funciona a máquina com todo o seu terror, colocando um condenado em cima e ligando o tal aparelho com suas agulhas vindo em direção ao corpo do condenado! Uma leitura angustiante, imaginar cada detalhe descrito perfeitamente pelo Kafka. No quadrinhos os desenhos são bem fiéis a descrições do aparelho.



Esse mês a frequência do clube não foi tão maciça. Primeiro porque teve a mudança da data para uma semana depois do que sempre é o habitual (última segunda-feira do mês), e o fato de ser um livro um pouco denso. E é que o livro é uma novela, não chega a ser um romance. É bem curto, li em uma manhã de domingo. Leitura fácil de entender. Nunca tinha lindo um Kafka, sim aquele do livro famoso: A Metamorfose! E tinha um certo receio de ser uma leitura difícil, pesada. Tá, tudo bem, a descrição do aparelho não é nada gostoso de se imaginar!! Mas a leitura é de fácil compreensão!


Adorei! Recomendo! E para quem gosta de quadrinhos, uma boa pedida! E como sempre aprendi muita coisa no Clube de Leitura. Pois até então não sabia qual época o Kafka tinha vivido (começo do século passado), quantos anos morreu (40), que não queria que suas obras fossem editadas... Enfim, além de trocarmos impressões sobre a leitura, ainda comentamos sobre o contexto do mundo na época que o livro foi escrito. É por essas e outras que amo Clube de Leitura!

Beijos literários e sem torturas 
Adriana Balreira

Encontro Ex-Alunos #CIC

Estudei no Colégio da Imaculada Conceição do primário até o sétimo ano do ensino médio. De lá é onde trago as melhores memórias da minha infância e os meus melhores amigos. Um local onde a disciplina reinava, onde as irmãs de caridade tentavam nos manter em ordem, onde vivi 7 anos curtindo os amigos e as aprendizagens. E há mais de 20 anos sempre nos encontramos, sempre nos confraternizamos. Nem sempre conseguimos reunir um número grande como dessa vez.

Lilian, Eu, Kelly, Camila, Fávio, George, Patrícia, Héstia, Tito, Vládia, Michelle, Heliana, Mariella, Lana, Lucas e Edlisa

Algumas moram fora e quando vem avisa antes e assim marcamos na época que estão em Fortaleza. Foi o caso desse encontro, o George que mora em Salvador me avisou os dias que estaria por aqui e coincidiu com a estadia da Kelly e Héstia na capital alencarina. Com tão ilustres representantes nosso encontro reuniu pessoas que não víamos desde o Colégio!!!

Eu, Kelly, Camila, Patrícia, Héstia, Vládia, Michelle, Heliana, Mariella, Lana, Lilian e Edlisa

E nesse encontro do dia 31 de outubro, próximo ao meu aniversário (03/11) ganhei uma bela surpresa de todos, um bolo e um lindo ramalhete! 


Fiquei mega feliz!! Não esperava por esse carinho de todos. AMEI!!! Fiquei super emocionada. 


Muito bom essas reuniões, relembramos bons tempos e reafirmamos nossa amizade ao longo dos anos. Amizades de infância, verdadeiras e extremamentes fortes. 


Tiramos muitas fotos, conversamos muito. E foi bom pois o local que escolhemos, a Zug, estava vazia e estavamos só a nossa turma! Ficamos bem a vontade para brincarmos e bater papo!

Arthur, Lucas, Daniela, Eu, Kelly, Mariella, Heliana, George e Lana

Alguns levaram mimos e no final ainda fizemos sorteios para animar um pouco mais o encontro. E aqui um vídeo que a Michelle fez com todas as fotos do encontro. Muito legal! 

video

E que venham mais e mais encontros como esse sempre! Muito obrigada a todos por fazerem parte da minha história! Amo todos vocês. 

Beijos Imaculados 
Adriana Balreira

Show do Fagner

É, estou mega ultra super atrasada com essa postagem, mas tenho que deixar registrado aqui esse show maravilhoso que estive e amei. Realizado no dia 13 de outubro, foi um show comemorativo pelos 67 anos do cantor Fagner. Esse compositor alencarino que eu amo de paixão! Cresci escutando Fagner! E me orgulho por ele ser meu contemporâneo.


E esse show não podia perder, no Cine São Luiz que fica no centro de Fortaleza, cinema onde fui assistir ao meu primeiro filme em cinema! Cinema que foi restaurado há poucos anos pelo Governo do Estado do Ceará e é uma obra de arte!


Fui com o pessoal da minha família. Uma turma animada. Ficamos na quarta fila, super perto do palco. Duas fila na nossa frente estava o grande compositor que também adoro: Fausto Nilo! Aliás, a platéia era composta pela nata da sociedade, artistas e políticos do Ceará. Na nossa mesma fila estavam os ex-governadores Ciro Gomes e Cid Gomes. E um pouco mais atrás estava o nosso Prefeito Roberto Claúdio.


Uma das cantigas que mais amei escutar foi Fanatismo! Amo demais essa música, principalmente no trecho que alia minhas duas paixões, a leitura e a paixão:

"Passo no mundo meu amor a ler
O misterioso livro do teu ser,
A mesma história tantas vezes lida"


E aqui um vídeo que fiz do show dessa cantiga que amo!!!


Amei muito!! Foi tudo perfeito e o Fagner cantou todos os seus grandes sucessos!

Beijos fanáticos
Adriana Balreira

Companhia das Letras #30anos

Hoje dia 27 de outrubro a Editora Companhia das Letras está fazendo 30 anos de existência. E quero parabenizar e desejar muitos mais anos com lançamentos de maravilhosos livros sempre. Não é porque meu blog tem parceria com essa editora o motivo de gostar tanto dos seus livros! Sempre fui fã dos seus livros e autores que compõem o corpo da editora.


Lembro do primeiro livro que comprei da Companhia das Letras: Agosto do Rubem Fonseca, lançado em 1993!! Lá se vão 23 anos de boa Companhia comigo!! 


Sempre com os melhores escritores no seu catálogo não tem como não ter os melhores livros! Parabéns Companhia das Letras!! 

Ah, querem concorrer a 30 livros da Companhia das Letras? É só ir ao Twitter da Companhia das Letras (@cialetras) e na página do Facebook que tem sorteio até o dia 31/10! Então corre!!!

Beijos literários 
Adriana Balreira

Meia-noite e vinte #Resenha

Eu amei o livro "Barba ensopada de sangue" do autor Daniel Galera e quando vi que a Editora Companhia das Letras lançou o novo livro dele "Meia-noite e vinte" já quis logo ler. A escrita do Daniel Galera é bem atual e rápida. Simples e ao mesmo tempo de uma riqueza de detalhes. Os personagens dos livros dele são pessoas normais.


Site | Facebook | Twitter  Instagram 


Esse livro se passa em Porto Alegre em 2015 contando a história de 4 amigos de longa data que não se viam há tempos. Se conheceram nos idos anos 90, no bug do milênio quando estavam na faculdade e escreviam em um "blog" chamado Orangotango. Em uma certa noite Andrei é assassinato e no seu enterro Aurora, Emiliano e Antero se reencontram depois de vários anos. Depois desse encontro, a vida deles dá uma reviravolta pelas lembranças revividas, pelos sentimentos mexidos, pelo próprio momento de vida que cada um está vivendo no momento. E esses conflitos são narradaos por eles mesmos atraves dos capítulos.

 Aurora, uma bióloga que está fazendo o doutorado dela em São Paulo sobre cana-de-açucar, solteira, os pais vivem em Porto Alegre e ela está visitando seus pais quando soube da morte de Andrei, o Duque. O Duque, o amigo que morre em um assalto, é escritor e vive há 5 anos com sua namorada Francine. Antero é publicitário de renome, casado e tem um filho. Emiliano, solteiro e também escritor, o mais velho da turma e foi contratado para escrever a biografia do Duque.

imagem tirada daqui

O livro é o relato dos conflitos desses personagens tão densos e profundos, com tantas histórias para contar. Suas vidas são entrelaçadas e revivem de 99 até os dias de hoje. Cita sobre os protestos da Copa do Mundo em Porto Alegre, sobre as eleições. Um livro super atual, com temáticas fortes verossimeis. São histórias de pessoas que poderiam ser amigos da gente de tão reais que são os personagens. 

Só posso dizer que o Daniel Galera soube amarrar bem as histórias, mantendo a vida de cada um bem separados e ao mesmo tempo com uma conexão perfeita entre eles. Uma delícia de livro. Com assuntos fortes e reais. Vale a pena ler. ♥ ♥ Amei muito!! ♥  Ah, já ia esquecendo, lá no final do livro tem o porquê do título do livro! :)

Beijos literários 
Adriana Balreira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...