Cloro #livro

Quando o autor Alexandre Vidal Porto começou a postar nas suas redes sociais (twitter: @vidalporto e Instagram: @alexvidalporto) seu novo livro Cloro, já fiquei com vontade de ler! Sim, pois já tinha lido um livro do Alexandre Vidal e amei o jeito que ele escreve. Já comentei aqui no blog sobre o livro Sérgio Y vai à América dele, li em um dia! Leiam, recomendo muito!!! Sou sim uma fã do Alexandre Vidal Porto!


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

Mas voltemos ao livro Cloro. Foi lançado final de novembro de 2018 pela Companhia das Letras. A capa é linda, de uma profundidade! Amei. E agora em janeiro o Grupo Companhia das Letras me enviou um exemplar do Cloro. Chegou aqui em casa na segunda-feira e na terça-feira lá estava eu lendo, devorando seria melhor palavra. 

A história é narrada pelo Constantino, que logo no início do livro avisa a seus leitores que está morto e estando no limbo começa a contar ao leitor a sua trajetória de vida. Sua infância na escola, seus namoros, sua vida com esposa e filhos. Constantino tem a consciência desde a infância que é homossexual, mas acaba reprimindo o que realmente é para poder sobreviver na sociedade em que vivemos. Ao ser chamado de bicha na escola, resolve logo namorar uma garota para se inserir no mundo. 

A partir dessa escolha, sua vida ruma para uma existência desenhada para ser a mais perfeita de todas. Casou com a namorada da juventude, Debora, uma esposa dedicada, do lar, um casal de filhos saudáveis, uma carreira sólida de advocacia. Tudo na mais perfeita ordem, era o que Constantino achava. Até que um dia se dá conta do vazio, do teatro que ele estava vivendo. E ao assistir uma cena homossexual na TV, desperta nele um desejo até então adormecido. Constantino começa a levar uma vida dupla, mantendo seu casamento mas tendo seus casos com homens. Vive no conflito dessa dualidade. E no livro o nosso protagonista faz a catarse de todos esses sentimentos reprimidos por tanto tempo.

Trecho do livro


Não consegui ter raiva do personagem, mesmo sabendo que ele traiu a esposa, os filhos. Pois quem mais sofreu nisso tudo foi o próprio Constantino. Nitidamente não foi feliz com a vida que escolheu. E ainda levou para sua vida insossa a Débora, personagem que tive raiva.... rsrs... pois aceitou viver na morosidade, na rotina bem infeliz do seu casamento. Amei o livro. Li em um dia! A leitura é muito gostosa e rápida.

Cantiga citada no livro

Melhor ainda é que o autor cita músicas, séries, cantores, um mundo de referências ao nosso alcance e bem atuais. Eu adoro!! Foi uma leitura tão marcante que passei quase uma semana para iniciar uma nova leitura. Fico imaginando quantos "Constantinos" existem nesse mundão a fora. Que levam vida dupla, sofrendo por não se aceitarem. Que os "Constantinos" consigam sair do armário e se amarem! E leiam esse livro!! Maravilhoso! 

 Beijos literários
 Adriana Balreira

8 comentários:

Rejane Tazza participou com o comentário número:

Que resenha tão bem feita e passando todas as tuas emoções!Adorei.Fiquei om vontade de ler! bjs, chica

Betty Gaeta participou com o comentário número:

Oi Adriana,
Li a resenha e fui procurar se o livro já estava on line, mas ainda não. Fiquei interessada, parece ótimo.
Beijos

Sheyla - DMulheres participou com o comentário número:

Olá, Adri
Amei a resenha ... poxa, fiquei muito curiosa em ler o livro, sua descrição dele me empolgou ao máximo!!
Obrigada por compartilhar.
Bjokas,
Sheyla.

Dividindo Experiências participou com o comentário número:

Caramba eu acho que tem muito constantino nessa vida. Amei a descrição! Bjs Mona www.dividindoexperiencias.com

Pandora participou com o comentário número:

Da um aperto saber que existem pessoas que tem medo de ser quem são e que as vezes esse medo não é infundado. Sonho de verdade em viver em uma sociedade que aceite com naturalidade as diferenças que respeite os seres humanos. E claro: fiquei com vontade de conhecer a escrita do Alexandre Vidal Porto que sendo ele tão bem recomendado.

Chris Ferreira participou com o comentário número:

Oi Adriana, adorei a dica. Estou precisa do de um.livro que eu comece e não tenha vontade de parar. Vou fazet um voo lo go e quero um.livro assim para ler. Vou procurar esse Sérgio Y que você leu em um dia.
Beijos
Chris

Lulu on the sky participou com o comentário número:

Esse livro me fez lembrar aquele do Machado de Assis: Memórias Póstumas de Brás Cubas.
Estou com uma Pesquisa de Público no blog e convido você para participar.
big beijos,
Lulu
www.luluonthesky.com

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...