Clube de Leitura Penguin #26 Infiel

Uma semana de atraso! Mas cá estou para contar o que aconteceu no último encontro do Clube de Leitura Penguin da Livraria Cultura que participo todos os meses. O encontro de janeiro aconteceu semana passada, já em fevereiro e o livro que lemos foi Infiel da Ayaan Hirsi Ali da editora Companhia das Letras. Uma autora da Somália, uma autobiografia.

Capa da edição econômica
Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O livro começa com o assassinato de um cineasta holandês em 2004 com quem Ayaan fez um curta metragem chamado Submissão com uma carta que a próxima vítima seria a Ayaan Hirsi Ali. Ayaan era uma deputada eleita na Holanda e começa a contar a história da sua vida. Sua infância na Somália, com os clãs tão comuns daquela região africana. Narra como os pais se conheceram, se casaram e tiveram 3 filhos. Seu pai era um ativista político na Somália, era contra o então presidente e a família toda tem que fugir de lá. A mãe dela sofreu muito nessa partida, pois como mulçumana queria ir a um país totalmente islâmico. Foram primeiro a Arábia Saudita, depois para Etiópia e enfim no Quênia. Seu pai é totalmente ausente e sua mãe chega a ser brutal com os filhos. E aos 5 anos Ayaan sofre com a cliterectomia (circuncisão feminina), trecho totalmente impactante. Uma mutilação terrível!

capa da edição normal.

Uma infância cheia de sofrimentos, com mudanças de escolas e línguas diversas. Na adolescência tem uam professora de alcorão que a deixa uma muçulmana extremamente devota. Volta a Somália mas com a guerra de clãs no país não passa muito tempo e volta para ao Quênia.  Seu pai decide casa-lá com um somali residente no Canadá. Para ir ao encontro do marido ela viaja primeiro para a Alemanha onde decide ir para a Holanda e fugir desse casamento de conviniência. Pede asilo político na Holanda onde começa a fazer faculdade de ciências políticas e sua mente se abre a novas aventuras. Começa a se questionar sobre sua religião, a submissão das mulheres no Alcorão, o porquê das diferenças entre homens e mulheres se todos são iguais. Isso a deixa descrente. É quando se elege a Deputada e decide filmar o curta-metragem para que as mulheres consigam enxergar o papel dela na sociedade islâmica, que não podem ser submissas como exigem. Com o assassinato do cineasta, Ayaan tem que fugir novamente e hoje em dia mora nos EUA. 


Literalmente falando o livro não é uma obra prima. Tem partes monótonas e um tanto repetitivas. Uma história para conhecermos mais a cultura islâmica e da região norte da África. A parte do livro na Holanda é mais animada, mais gostosa de ler. A Ayaan escreveu outros livros, entre eles Nomânde que é a continuação do Infiel. O nosso encontro foi bem animado e rendeu várias discursões!! Bom assim!

Beijos literários
Adriana Balreira

7 comentários:

Betty Gaeta participou com o comentário número:

Oi Adriana,
Adoro livros biográficos e ainda nãoli este. Vou anotar em minha listas de livros para ler.
Bjs
GOSTO DISTO

Maria Teresa Valente participou com o comentário número:

Oi, Adriana, gostei da história e do livro, anotado!
Felizes dias, abraços carinhosos
Maria Teresa

piteis da dinha participou com o comentário número:

Oi Adriana, bt!
Uma das minhas metas p/2017 é arranjar tempo e voltar p/minhas leituras, coisa que eu adoro!
Bjssss amiga

Lulu on the sky participou com o comentário número:

Adriana,
Não curto muito livros com esse tipo de temática. Espero que goste do blog da Luli, tem tudo haver com vc.
big beijos

Marly participou com o comentário número:

Oi, Dri,

Este tipo de livro é importante por mostrar realidades e circunstâncias que muita gente desconhece. Fiquei com vontade de ler este livro, que relata uma estória real.

Um beijo

Pedrita participou com o comentário número:

eu fiquei muito impressionada com esse livro. interessante q anos depois li malala. as duas sofreram muito. e cada uma tem um pensamento oposto em relação aos radicalismos. pelas sucessivas mudanças de países que ayaan viveu, ela acaba entendendo e conhecendo muito os países. a capa que leram é diferente da minha. eu particularmente gosto mais da capa do q tenho aqui. ah, aqui está o post do meu. li em 2009 http://mataharie007.blogspot.com.br/2009/11/infiel.html beijos, pedrita

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...