Amor e Paixão

Ontem a tarde estava no twitter e o @CARPINEJAR tuitou um artigo que foi publicado ontem no Jornal Zero Hora escrito pela Martha Medeiros. Como é sobre amor e paixão, e como estamos na véspera do dia dos Namorados, resolvi compartilhar com vocês uma parte do artigo.
tirado daqui

CONSTRUÇÃO

MARTHA MEDEIROS

Gosto demais do Fabricio Carpinejar, de quem tenho o privilégio de ser amiga. E é para prestigiá-lo que abro essa crônica com uma citação extraída da ótima entrevista que eledeu para a revista Joyce Pascowitch: “O início da paixão é estratosférico, as pessoas não param quietas exibindo tudo que podem fazer. Depois passam a confessar o que realmente querem. A paixão é mentir tudo o que você não é. O amor é começar a dizer a verdade”.

É mais ou menos isso. No começo, a sedução é despudorada, inclui, não diria mentiras, mas um esforço de conquista, uma demonstração quase acrobática de entusiasmo, necessidade de estar sempre junto, de falarem-se várias vezes por dia, de transar dia sim, outro também. A paixão nos aparta da realidade, é um período em que criamos um universo paralelo, é uma festa a dois em que, lógico, há sustos, brigas, desacordos, mas tudo na tentativa de se preparar para algo muito maior. O amor.

É aí que a cobra fuma. A paixão é para todos, o amor é para poucos.

Paixão é estágio, amor é profissionalização. Paixão é para ser sentida; o amor, além de ser sentido, precisa ser pensado. Por isso tem menos prestígio que a paixão, pois parece burocrático, um sentimento adulto demais, e quem quer deixar de ser adolescente?

Quando a paixão e o sexo perdem a intensidade é que aparecem os pilares que sustentam a história – caso existam. O que alicerça de fato um relacionamento são as afinidades (não podem ser raras), as visões de mundo (não podem ser radicalmente opostas), a cumplicidade (o entendimento tem que ser quase telepático), a parceria (dois solitários não formam um casal), a alegria do compartilhamento (um não pode ser o inferno do outro), a admiração mútua (críticas não podem ser mais frequentes que elogios), e principalmente, a amizade (sem boas conversas, não há futuro). Compatibilidade plena é delírio, não existe, mas o amor requer ao menos uns 65% de consistência, senão o castelo vem abaixo.

Publicado no jornal Zero Hora
Caderno Donna, 10/06/12, p. 30
Porto Alegre (RS)

Espero que todos tenham se apaixonado e que essa paixão tenha se transformado em muito amor. Ainda não cheguei nesse estágio. Não sei se sou eu, acho que sim, ou é a falta de comprometimento dos homens do Ceará... Mas tenho fé que um dia esse amor chegue. Ah, querem ler o artigo todo é só clicar na página do Carpinejar no facebook.

Beijos com muito amor
Adriana Balreira

25 comentários:

Clara participou com o comentário número:

Bom dia, Adriana!!!

Mas é claro que seu dia vai chegar, claro que sim!
E vc vai amar e ser amada, e entender porque demorou tanto a acontecer isso.. porque se tivesse sido antes, talvez vc não estaria tão preparada como agora... tudo a seu tempo...
Beijos e ótima semana!

Tami Fonseca participou com o comentário número:

Tudo acontece no tempo certo...acredito muito nissi.
Adorei o texto.
Bjinhus

cintia participou com o comentário número:

Muito bom Dri, eu ando nesta prova de fogo...mas vc chegará lá com certeza...beijos

Zizisantos participou com o comentário número:

É tão delicado falar de amor, paixão, relacionamento, e convivencias!
Sei que encontrará o seu par! E quando encontrar verá que não é fácil conjugar tudo: amor, paixão, convivencia!
Se eu tivesse que encontrar o meu par, nesse data atual, estaria cheia de precauçoes, ia pensar demais, não arriscaria nada. Acho que ficaria só.
Amor é entrega. Se faz tudo pra dar certo. Mas tem que querer!
beijos
Zizi

Anna Carolina Schwarz de Oliveira participou com o comentário número:

Adriana, o amor aparece de onde e quando a gente menos espera. Eu sempre dizia que não iria casar, que isso não era para mim, que era muito independente e tal. No entanto, em 6 meses de namoro eu estava casada, grávida de 4 meses e extremamente feliz, como eu nunca havia sido antes. Ele acontece quando tem que acontecer. Basta estarmos abertas e felizes com nós mesmas.

Belíssimo texto, perfeito. É assim mesmo, paixão e amor, são diferentes, mas acabam se completando. Bjs, Carol

Kellen Bittencourt participou com o comentário número:

Que bacana Adriana, belo texto mesmo, muito bom, logo o amor chegará em sua vida, a minha paixão já se solidificou em amor, e espero que permaneça nesse estágio p sempre rsr Bjoooss

ღღღღ Cici ღღღღ participou com o comentário número:

Adorei o texto... super verdadeiro tb!! Paixão é a parte fácil, gostosa da relação. Já amor, precisa ser alimentado tds os dias, senão a dona rotina vem e acaba com tudo!
Estar solteira tem suas enormes e variadas vantagens tb... aproveita enqto é tempo!!! rs

Bjks
:D

Lílian Almeida participou com o comentário número:

Texto divino, Dri,Martha é Martha, né,amo !A rotina é um desafio, sempre!
Semana linda pro cê ,xero !
http://casascoisaseoutros.blogspot.com/

rose japan participou com o comentário número:

olá Dri !!! Vim te deixar um abraço viu...

bjs rose jp

Marly participou com o comentário número:

Bom dia, Dri,

Gostei do texto, pois ele expressa o que eu penso sobre o assunto. Realmente, a paixão é para muitos e o amor para poucos, pois este tem suas exigências, rsrs. Quanto ao seu príncipe, é certíssimo que vocês acabarão por se encontrar, ele não chegou ainda justamente porque é especial.
Ah, eu usei o mel natural mesmo naquela receita. Mas acho que com Karo também fica bom.

Beijo!

BRECHOZINHO DA MEL( HANNALU) participou com o comentário número:

concordo com o texto, amar é prara poucos!Eu faço parte desta categoria e descobri que o amor é bem mais do que muitos acham q é.ama r é sublime!
bjks carionhosas e ótima semana!!!

Monalise Nogueira participou com o comentário número:

Meu tio, recém chegado do Ceará disse que os "machos" dai estão todos "raparigueiros" rs. Constatei com essa sua frase final do post!

Cynthia Le Bourlegat participou com o comentário número:

Lindo, Dri! martha e fabrício, como não amar né?
Coisas da vida que não compreeendo: como uma moça linda e inteligente com cutis de menina moça pode estar solteira? Acorda ceará!!!!!
beijo querida

Rita participou com o comentário número:

Nessa terça feira 12 de Junho é um
dia especial, para os eternos namorados
Desejo a vc um dia feliz com todo amor
que vc merece.
Fotos , imagens,textos poesias, deixa a vida
mai bela.. por isso vim deixar meu abraço
com todo meu carinho
Felicidade hoje e sempre
Bjusss
Rita!!!!!

O Profeta participou com o comentário número:

Convido-te a conhecer um Homem de papel
Convido-te a olhá-lo num espelho de água

Boa semana

Mágico beijo

Betty Gaeta participou com o comentário número:

Oi Adriana,
Não precisa o homem certo para viver uma grande paixão, basta que vc esteja pronta para isto, já amor é diferente, para isto precisa a pessoa certa. Adorei o texto.
Feliz Dia dos Namorados!

www.gosto-disto.com

Beatriz Pereira participou com o comentário número:

Boa tarde querida Adriana.
Lendo a crônica, me lembrei da época do namoro. Meu esposo chegou e minha avó disse:
-Bia vai se arrumar seu namorado chegou.
Respondi:
_Se um dia casar ele vai ter que conviver com a Bia de chinelo e bermuda. (risos)
E deu casamento...
Há 11 anos juntinhos e felizes!
Tenha uma semana feliz e abençoada.
Bjokas...da Bia!!!http://pequenosgrandespensantes.blogspot.com.br/

elly participou com o comentário número:

Oi amore,
vim desejar feliz dia dos namorados
e te convidar p/ 4 sorteios lá no blog
será uma honra vc por lá!
boa sorte
te espero =^.^=
www.coisasdeladdy.com

Daniela Amorim participou com o comentário número:

Feliz Dia dos namorados querida, que Deus esteja sempre presente em todas as areas de sua vida, um grande abraço.
http://grandeigualdavi.blogspot.com.br/

Veronica Kraemer participou com o comentário número:

Dri, gemula querida, este texto é lindo demais, e te agradeço por compartilhar!
Tamo junta na luta!!! rsrsrsrsrs
Beijosssssssssss e tudo de bom pra ti
Vero

Sílvia participou com o comentário número:

Oi Dri, ando com saudades de você aqui no cantinho, amei o texto, espero que esteja em boa companhia se não é porque aí os homens estão cegos,kkkk.
Bjão amiga
Silvia.

Adelaide Araçai participou com o comentário número:

adri sempre fui impulsiva e egoista, encontrei alguém logico e prático. resumo da ópera. Nosso relacionamento na fase paixão era mais um ato impulsivo para me agradar (de minha parte) e dele uma entrega para viver uma experiencia diferente. Hoje somos complementares. Amamos coisas diferentes e fazemos coisa iguais. Ou seja vivemos o amor pé no chão e eu adoro.
Nas pessoa que vejo a dificuldade em encontrar o Amor, é por buscarem muito aquela coisa descrita em filme, para alguns pode ser que seja assim....mas a maioria vive um amor mais sem tanto efeito especial...rsrs

Muita Luz e Paz
Abraços

Blog do Óbvio - Manoel participou com o comentário número:

Adriana, gostei tanto que tomei a liberdade de copiar e guardar para ler de vez em quando.
Muito inteligente esse texto e ensina com clareza a gente não misturar paixão com amor. É isso mesmo!
Mesmo com atraso, Feliz Dia dos Namorados para você.
Beijo no seu coração
Manoel

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...