O Adolescente - Dostoi

Finalmente consegui acabar de ler o livro "O Adolescente" - Fiódor Dostoiévski. Já estava virando "O Adulto". Comprei numa ida a Livraria Cultura no dia 24 de dezembro. Estava procurando um livro para ler no Natal. E passando pela seção de livros para adolescentes vi este livro adaptado do Dostoiévski. Confesso que fiquei meio assim de comprar essa adaptação, mas fui procurar para vê se tinha "normal" não encontrei e como era Dostoiévski, comprei.

O romance narra a vida de um jovem intelectual de dezenove anos, Arkady Dolgoruky, filho bastardo de um depravado proprietário de terras chamado Versilov. Um dos focos do romance está na relação problemática entre pai e filho; particularmente em ideologia, que representa as batalhas entre o velho modo convencional de pensar dos anos 1840 e do novo ponto de vista niilista da juventude dos anos 1860 da Rússia. Um outro foco é o do desenvolvimento e do uso da "ideia" na vida de Arkady, principalmente com uma forma de rebelião contra a sociedade através do abandono da universidade, e do êxito em ganhar dinheiro tornando-se independente, ate quando o objectivo de sua vida passa a ser se tornar excessivamente rico e poderoso. Fonte: Wikipédia

Dos livros do Dostoiévski foi o que menos eu gostei. A história não me agradou, apesar de ter os mesmos conflitos humanos como a jogatina, brigas de família, amor, ódio, traições e carga emocional dos seus livros. Mas aqui colocarei algumas frases que como sempre o Dostoiévski coloca de maneira espetacular:
"Penso que ás vezes é melhor magoar as pessoas do que ter de amá-las, tarefa bem mais dolorosa." pág. 57

"...só as pessoas ruins ou tolas conseguem expressar tudo o que lhes passa pela cabeça." pág. 41


"É preciso coragem para construir a felicidade." pág. 125

"...há certos recantos da alma que não devem ser tocados, por serem sensíveis demais...Acho vergonhoso expor gratuitamente uma atitude ou sentimento para os outros admirarem, como um troféu." pág. 112

"Com o passar do tempo, toda a tristeza dilui-se na alegria, e dela resta não mais que um suspiro feliz." pág. 232

"Ah, lembranças assim machucam muito... É como quando lemos um poema tão marcante que sentimos uma dor toda vez que lembramos nele." pág. 264

E muitos mais trechos que nos fazem pensar e quem me fazem amar a sua obra. Mesmo não gostando do enredo sinto um prazer em lê-lo.
Beijos
Adriana Balreira

11 comentários:

Deborah - Delicias1001 participou com o comentário número:

Bons comentários são importantes para conhecermos melhor as obras que lemos.
Venha me visitar tb...
Bjs

Carine Gimenez participou com o comentário número:

Não conhecia esse livro,mas as frases me chamaram à atenção,principalmente as das pág.41,112 e 125.
Aliás,como foi dito por você,ele sempre expõe opiniões de forma espetacular.
Beijos.

Giuliana: participou com o comentário número:

Oi Dri,

Nunca li literatura russa, mas de ver você sempre comentar, bate a curiosidade, estou louca para ler o livro que você mandou para o Clube. ;oD

E os fragmentos que você postou só faz aguçar a curiosidade.

Beijos

Lola participou com o comentário número:

Eu acho literatura assim meio pesada...já chega Nietsche que fui obrigada a ler na Universidade! hahahahaha

Bjs

Negação de Irene participou com o comentário número:

Eu achei "Irmãos Karamazovi" muito denso, o que me fez desgostar um pouco do autor. Vou ver se dou uma segunda chance (a mim, no caso, rsrs) e tentar a sua dica!

Dona Amélia participou com o comentário número:

Pelamordedeuuusss!!! Que orelha virada é essa, amadaa!! Faz isso não, pliiixx!!! Mooorro quando vejo!!! ;o(

Adoro a escrita do Dosto, mas esse eu confesso que não conhecia!. ;oD

Xêros
Paty

Joart Flores participou com o comentário número:

Sempre tive curiosidade em ler esse autor, mas nunca me aventurei. Pensei até, que fossem chatas, mas pelo visto não são não... Me pareceu interessante... Como amo ler, vou pesquisar.
Beijinhos

A FADA DAS AGULHAS participou com o comentário número:

Amiga,eu nunca li esse tipo de literatura.Estou tentando terminar de ler um livro,e está difícil no momento,meu dia-a-dia anda corrido..rs

Beijoooo e ótimo domingo!

Simone Souza

Fabiana Tardochi participou com o comentário número:

Oi minha linda!
Seja bem-vinda:)
Blog também é cultura! Nunca li Dostoiévski, mas estou tentada rs.
Minha lista de leitura é grande atualmente, e as amigas vem indicando sempre bons livros, então a lista só vai aumentando rs - ainda bem que não gosto de assstei TV, prefiro um bom livro:)
Achei demais essas frases de impacto que ele usa.
Me indica qual o melhor livro dele que vc já leu?
Beijos

Veronica Kraemer participou com o comentário número:

Adri querida, adorei as frases que você colocou no post, são tão sensíveis!!!
Mesmo um livro que não gostamos sempre nos ensina e acrescenta. Amo ler!!!
Beijossssssss e uma linda semana pra ti
Vero

Ju Ramalho participou com o comentário número:

Oie sumidaaaaaaaaa, gostei de ver os trechos do Adolescente aqui.

"É preciso coragem para construir a felicidade."

Acredito que é uma verdade tão pouco usada nos dias de hoje pela humanidade né?

Boa semana pra ti minha linda!

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...