Os Bons Segredos - Resenha

O que eu gosto dos livros da Editora Seguinte é que são livros mais leves e esse "Os Bons Segredos" da Sarah Dessen não fugiu da regra. Sabe aquele livro que você começa e nem fazemos ideia de quanto tempo faz que estamos lendo? Pois é esse livro. Leve, gostoso e com muitos ensinamentos.


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

Sim, é um livro para jovens, a história é em torno de uma garota de 16 anos, Sidney que se acha invisível perante seus pais que super protegem seu irmão mais velho Peyton. Principalmente depois que Peyton embriagado atropela David Barra deixando o garoto paraplégico. Logo no inicio do livro acontece o seu julgamento e Peyton é levado preso. Sidney não suportando as conversas sobre seu irmão na sua escola, decide mudar para uma outra escola. Sidney acaba se sentindo mal pelo que aconteceu com o David Barra e quer muito pedir desculpas a ele pelos atos do seu irmão.

A fim de fugir do clima tenso em casa, um dia na volta para casa ela decide entrar em uma pizzaria e lá conhece os filhos do proprietário, a Layla e seu irmão Mac. Layla e Sidney constatam que estudam na mesma escola, tornando-se grandes amigas, apesar de serem super diferentes. E nessa amizade com a família de Layla, descobre que todos tem alguns segredos. E nessa família encontra o acolhimento que não tem na sua própria casa. Ela começa a sair com a turma da Layla e do Mac que tem uma banda de música. E nesse convívio começa a se apaixonar por Mac e nota que não é tão invisível como sempre pensou.


Linda história de amor mesclada com as inseguranças de uma jovem que se sente excluída pelos pais. Os pais da Sidney se comportam de maneiras diferentes. A mãe só pensa no bem estar do filho no presídio. Já o pai foge do problema focando somente no trabalho. E acabam esquecendo da filha adolescente com todas suas hesitações comuns nessa idade. Compreensível pelo lado da mãe a preocupação com o filho no presídio. Só que essa mãe é tão obcecada pelo filho que não enxerga os erros do rapaz. A cegueira comum dos pais. A autora conseguiu desenvolver personagens reais e humanos. Situações comum no nosso dia a dia.

Acho que todas as adolescentes um dia já se sentiram invisíveis, eu mesma nessa idade acreditava ser um ser invisível perante todos. Esse é um ótimo livro para retratar essa vulnerabilidade dos adolescentes. E saber que não, sempre tem alguém que nos nota por inteiro. Mesmo com todos os segredos que guardamos. Um livro para todas as idades. Amei!! ♥♥♥

Beijos literários
Adriana Balreira

10 comentários:

Lulu on the sky participou com o comentário número:

Oi Dri,
Gostei do enredo do livro que poderia até virar filme.
Se quiser participar da TAG Lulu Entrevista, deixe seu e-mail nos comentários do blog.
boa semana!
Big Beijos
www.luluonthesky.com

✿ chica participou com o comentário número:

Livros leves e com enredo legal é o que precisamos.Tragédias, temos bastante já,rs bjs, linda semana,chica

Marly participou com o comentário número:

Bom dia, Dri,

Este livro pode ser realmente leve e dirigido aos jovens. Mas - pelo que vi - apresenta muitos pontos para reflexão. De vez em quando eu me permito ler um livro assim, intercalando leituras mais, digamos, sérias e clássicas, com obras mais leves e atuais. Boa dica!

Um beijo

Neli Rodrigues participou com o comentário número:

Gostei da resenha e me interessei pelo livro.
Tb me fez lembrar do filme que assisti, mas que é adaptado do livro As Vantagens de ser Invisível.
Bjs

Andréa participou com o comentário número:

Bom dia querida Adriana!
Tem livros que são apaixonantes, adorei a resenha!

Beijinhos, feliz semana! ♥

Zizi Santos participou com o comentário número:

Oi Adriana

um livro leve , apesar das atribulações sofridas
uma leitura e uma resenha super interessante
que nos leva a refletir sobre essa situação
bem diferente aqui no nosso país.

bjs

Berço do Mundo participou com o comentário número:

Ai, a adolescência, com todos os seus dramas e lágrimas, êxtase e exageros. Ainda bem que é passageira :)
Um livro ligeiro é bom quando precisamos descansar a cabeça.
Abraço
Ruthia d'O Berço do Mundo

Betty Gaeta participou com o comentário número:

Oi Adriana,
Não sei se leria, pois além de não fazer muito o meu gênero, estou com um monte de livros para ler. Não posso dizer que estou com uma pilha de livros porque os meus livros estão dentro do tablet.
Bjs

Toninho participou com o comentário número:

Gosto deste termo livro leve.
Livro tem que inspirar e sua leitura devoradora.
Bela resenha estimuladora.
Bjs

Maria Teresa Valente participou com o comentário número:

Gostei da resenha, Adriana!
Pelo jeito, o livro é muito bom para nós, mesmo que não tenhamos mais filhos adolescentes, mas para entendermos situações pelas quais passamos e não percebemos.
Mais um pra minha lista, obrigada, abraços carinhosos
Maria Teresa

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...