Os Mil Outonos de Jacob De Zoet - Resenha

Quando vi esse livro Os Mil Outonos de Jacob de Zoet nos lançamentos da Editora Companhia das Letras me chamou logo a atenção a capa. Sim, sou dessas que me encanto mesmo por uma capa bem feita. E quando li a sinopse quis logo solicitar. Livro sobre o Japão de 1800, assunto que não tinha nem ideia do que se tratava. Uma cultura tão longínqua e encantadora. E o autor, David Mitchell, é um inglês que morou muitos anos no Japão. Vamos a história!


Site | Facebook | Twitter  Instagram 

O livro começa logo com uma descrição de um parto no Japão de 1799. A parteira é a Aibagawa Orito, uma jovem que aprendeu o oficio com o Dr. Marinus, um holandês. Estamos em 1799 e está aportando no porto de Nagasaki mais um navio holandês. Nessa época o Japão era fechado para o comércio com outros países, e somente a Companhia Holandesa das Índias Orientais tinha permissão de livre comércio. Os holandeses ficavam na Ilha de Dejima. E que para o meu espanto, essa ilha realmente existiu e consegui no Google uma imagem dessa ilha da época em que se passa o livro.


Voltando a história do livro, no navio que aportou está o escriturário Jacob de Zoet, um holandês que deixou sua noiva em Domburg - Holanda, para fazer um pé de meia e voltar para casar. Zoet é todo certinho, honesto e super religioso. Acaba conhecendo Orito e se apaixona por ela. Zoet é um covarde e não conta para Orito que está apaixonado por ela e também não a socorre quando ela é vendida para um monastério. Onde várias moças eram levadas para serem engravidadas por monges que lá moravam. Orito não queria essa vida para ela, pois já imaginava o horror desse local. 

Um interprete japonês e amigo de Jacob, Uzaemenon, segue para o Monastério tentar libertar Orito. Enquanto isso, Jacob de Zoet fica em Dejima, já que não pode sair da ilha. É quando um navio inglês tenta invadir Dejima para se apossar do local e seu comércio com o Japão. Os ingleses sequestram os chefes holandeses e só sobra De Zoet para comandar Dejima e lutar contra os ingleses. Os holandeses acabam vencendo e Zoet que pensava em voltar para Holanda logo, fica no Japão por vários anos. 


O livro é bem longo, tem 568 páginas e vários personagens. A história é bem extensa mas interessante. Os horrores que ocorrem no monastério não sei se são ficção ou reais, mas são bem cruéis. Um trecho do livro que achei bem curioso foi onde estão falando dos nomes poéticos para designar o Japão: A terra dos mil outonos! Eu não sabia e depois disso o título do livro fez sentido para mim! Um livro que me levou para o outro lado do mundo, numa época bem remota! Amei demais!

Beijos literários
Adriana Balreira

10 comentários:

✿ chica participou com o comentário número:

Também gosto de capas e deve ser bem legal! bjs, lindo domingo! chica

Pedrita participou com o comentário número:

eu tb gosto de capas que me instigam. não li post em detalhes pq quero ler o livro. beijos, pedrita

Marly participou com o comentário número:

Oi, Dri,

Eu já tinha dito no FB que gostei da capa deste livro, né? rsrs. A estória também me pareceu interessante.

Beijoca e bom domingo!

Lulu on the sky participou com o comentário número:

Oi Dri,
Desculpe a demora em retribuir a visita, a semana foi um pouco corrida para mim. Nunca li um livro como esse e com tantas histórias.
Boa semana.
Big Beijos
Lulu on the Sky

Andréa participou com o comentário número:

Adriana,
a capa é bem chamativa, gostei da sinopse mesmo sendo um livro intenso
eu adoraria lê-lo!

Bjs, ótimo final de domingo! ♥

Betty Gaeta participou com o comentário número:

Oi Adriana,
Gostei da resenha, mas não quero nada que me impressione pelas barbaridades, pois depois fico cisma por dias, meses e às vezes nem consigo acabar de ler o livro.
Bjs

Polli participou com o comentário número:

Amo livros e histórias diferentes!
Terei que procurar por esse agora!
Bjkas

www.blogdapolli.com.br

luallessi participou com o comentário número:

Achei a capa linda também...e a história parece interessante, mas eu ando numa fase tão slow motion na leitura que até da raiva
E tem uma fila enorme da estante de livros pra ler...fora aqueles que eu ouço falar e me dá vontade de comprar :(

Zizi Santos participou com o comentário número:

Adriana
fui lendo, fui lendo sua resenha
e quando pensava que você ia contar o que aconteceu a Orito
houve um final feliz para ela?
(eu curiosa)
esse livro deve ser super interessante, pois vc até pesquisou
para saber as origens da ilha! acho que iria gostar de ler!

beijos

CamomilaRosaeAlecrim participou com o comentário número:

Que legal Adriana, adoro suas dicas de livros! este parece bem interessante, mas é bem longo, eu demoraria um pouco para ler, hehehehe, gosto de histórias de outras culturas, e o japão me fascina, vai para minha lista!
Beijos
CamomilaRosa

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...