Mimos da Rússia

Todos vocês estão cansados de saber o meu amor a história Russa, a Literatura Russa, resumindo, tudo relacionado a Rússia. Há uns 3 anos atrás, percebi que no prédio onde moro chegaram duas moradoras um pouco diferente. Uma mulher dos seus 30 anos com uma criança de 1 ano. A mulher lourisssssiiiiiima e a criança morena, bem morena. Bom, minha mãe que é curiosa, foi logo perguntar quem eram as duas, e descobriu que elas eram RUSSAS!!! A mãe Lana (Svetlana) aeromoça e a filhinha Mimi (Milena) filha de um jogador brasileiro que ela conheceu na Bahia. O jogador morava no Japão na época que ela veio passar 6 meses em Fortaleza, porque ele disse a ela que viria para cá conhecer a filha, mas nunca veio. Elas estavam no apartamento em cima do meu que era da advogada do jogador. Acabei, lógico, ficando amiga da Lana e da Mimi. Uns amores as duas.

A Mimi tinha 1 ano na época que veio para cá. A Lana estava de licença maternidade, lá na Rússia a licença pode ser de até 3 anos. E a Lana aproveitou esses 3 anos para curtir a filha e viajar muito. Depois que ela saiu de Fortaleza ela voltou para Moscou e depois foi para a Grécia, onde finalmente o jogador brasileiro conheceu a filha. Ainda nos falamos. A Lana fala perfeitamente o português, ela é daquelas apaixonadas pelo Brasil. Já tinha passado um tempo em Salvador, onde conheceu o jogador. A Lana me disse que se a Mimi fosse um menino viria morar aqui no Brasil, pois lá na Rússia as pessoas tem um racismo muito forte e ela teria receio que matassem seu filho por preconceito, já sendo menina o preconceito diminui mais.

mimos russos - Moscou e a Catedral de São Basílio

Minhas Matrioskas


A Lana sabendo do meu amor a Rússia, quando voltou para Moscou me enviou vários mimos. Esses da foto. Exceto as matrioskas que uma foi meu irmão que me deu. Ele comprou nos EUA mesmo. O resto foi a Lana que me enviou diretamente de Moscou.
Broches Soviéticos


Ah, e tem esses bottons que comprei em uma feira internacional que teve aqui em Fortaleza e tinha um stand da Rússia. Não me aguentei e comprei esses broches.

Beijos
Adriana Balreira

13 comentários:

Regina participou com o comentário número:

Que legal Adriana. Você tem mais é que visitar a Rússia, já que sente essa conexão tão forte. Eu sentia o mesmo pelos Estados Unidos (desde o meu tempo de menina), acabei vindo, e fiquei.

Roberta M. participou com o comentário número:

Dri, eu nao sabia dessa sua paixao rss, sabia do Zeca rss, mas que legal!! Tb gosto muito de conhecer culturas tao diversas!! Ano passado tiva a chance de conhecer um dos lugares mais bacanas que já fui, Budapeste, tao lindo e diverso!! Beijocasss

Ana Paula Santiago (inventandocasa.blogspot.com) participou com o comentário número:

Que delícia de história. Fiquei curiosa, o jogador assumiu mesmo a filha?
Também adoro a arquitetura russa. Você já viu fotos do metrê de Moscou???
Lindo demais, parece um palácio!
E as cúpulas em bulbos coloridos?
Lindoas!
Bj Adriana!

Lola participou com o comentário número:

Que loucura essa história né amiga? Então...acho lindo lembranças de um país e de uma cultura, como as que vc ganhou! A família do meu marido tem um pé na Rússia...são Romenos. Tudo gente ruim. kkkkkkkkkkkk

Bjs

Pri - Cantinho participou com o comentário número:

Menina, que história viu?

É incrível como acabmos conhecendo cada história diferente, basta que observemos mais o nosso redor.

Sua coleção de mimos russos é linda!!!

Beijos!!

Pri - Cantinho participou com o comentário número:

Ah! Sobre a postagem, Mas é claro que pode.

Nem pensei que alguém podia curtir a idéia, acho que vou editar o post convidando quem quiser participar a se juntar. O que vc acha?

Quer tentar? =)

Bjos!

Carine Gimenez participou com o comentário número:

De tanto passar por aqui estou começando a ficar muito curiosa à respeito da Rússia.
Lindos os seus presentes. Adoro absorver culturas diversas,enriquece a vida.
Beijos.

Giuliana: participou com o comentário número:

Oi Dri,

Ai ai...jogadores brasileiros! =/
Acho incrível essa sua paixão pela Rússia, não tenho nenhuma paixão por um país específico. rs

Beijos.

Dona Amélia participou com o comentário número:

Eu acho muito legal essa ligação forte que algumas pessoas têm com lugares e coisas, como vc com a Rússia.

Eu não tenho isso, s ebem que sonho um dia percorrer o interior da França e Itália de carro. rs Mas enfim!
Ainda bem que o universo conspira à favor dessa sua paixão e sempre lhe trás mimos lindos e amizades ainda melhores! ;oD

Xerinhos
Paty

Negação de Irene participou com o comentário número:

A vida guarda cada surpresa pra vida da gente, não é?

Halorna participou com o comentário número:

Olá Adriana,
Todos meus amigos que já foram a Rússia ficaram apaixonados...São Petersburgo e Moscou são cidades que temos que conhecer antes de morrer!!rsrsrs.Olha, também estou lendo um livro que fala alguma coisa da Rússia logo depois da Primeira Guerra e eu fiquei chocada com o que Lênin fez na Rússia!!Que povo sofrido!!!Bom..adorei o seu blog e vou aaparecer sempre por aqui!!beijos

Lola Sciwinzki participou com o comentário número:

Oie querida.
Menina q história impressionante, e essa história de matar a pessoa por ela ser negra, meu Deus q horror.
Vc deveria nos contar mais sobre a Rússia e como nasceu essa paixão.
Bjks e boa semana.

Rosie participou com o comentário número:

Oi Adriana , tudo bem? Também amei sua história! Sabe temos algo em comum... gosto muito da Russia, mas minha paixão por ela começou depois que vi um filme russo. Nossa! Que ator lindo!!! :D Eu nunca tinha visto um filme russo e achei bem legal. Depois disso começou meu interesse. O nome dele é lindo como ele...Aleksandr Bukarov... nossa! E olha que já passei dessa idade . :D Mas não adiantou... Ganhei até umas matrioskas de presente da minha filha, são lindas!
Bem, parabéns pelo seu blog . Um beijinho e fique com Deus.

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...