O Desaparecido #Resenha

Como já disse anteriormente, estou aproveitando esse tempo forçado em casa por conta da cirurgia da retirada da vesícula para colocar minhas leituras em dia. Esse livro, O Desaparecido do Dror Mishani da Companhia das Letras  lançado em fevereiro de 2017. Comecei a ler no hospital antes de ir para a sala de cirurgia. Estava tensa e queria ler um livro que prendesse minha atenção e nada melhor que um livro de suspense policial para me distrair. E funcionou, logo depois da cirurgia foi a leitura desse livro que me fez abstrair dos incômodos gerados da anestesia geral e do procedimento em si.


Site | Facebook | Twitter  | Instagram 

É um livro policial onde um rapaz morador de Holon bairro de Tel Aviv desaparece. E a mãe dele procura o detetive Avraham Avraham na delegacia para pedir ajuda. Ofer um jovem de 16 anos, fazendo o último ano da escola, some em uma quarta-feira pela manhã no caminho da escola. O detetive Avi Avraham pensa que está tratando de uma tarefa fácil de elucidar. Quantos jovens cabulam a aula para não ter que fazer uma prova, vão para um shopping, perdem a hora e voltam para casa tarde da noite?? Assim pensou o detetive fosse acabar o caso. O jovem voltando para casa. Tenta acalmar essa mãe desesperada e a manda voltar para casa a espera do filho. Mas no dia seguinte a mãe retorna à delegacia alegando que nada aconteceu. O filho continuava desaparecido. O pai do menino trabalha em alto mar e está viajando para Trieste e não sabe ainda do acontecido. Começam as investigações com depoimentos dos vizinhos, amigos de escola.


No prédio tem um casal de professores que tem um filho pequeno e Zeev Avni tinha sido professor particular de inglês do Ofer, o desaparecido. Esse professor é um escritor frustrado e fica fascinado por esse desaparecimento. Quer sempre participar dos depoimentos, buscas. Fica procurando o detetive Avraham para conversar e falar sobre o jovem Ofer. Acaba sendo alvo de suspeita. 

Não irei falar mais sobre o enredo. Mas adorei o livro. Não previ o desfecho, o que adorei. Prende a atenção do leitor. Mescla capítulos com a visão do detetive e o outro com o professor Zeev Avni e sua percepção. Como havia dito, um livro policial passado em Israel, bem incomum. O que me fez ter vontade de ler. E além do mais tem romance também! Adoro conhecer novos autores e perspectivas literárias. E cumpriu o dever, me fez focar na leitura e esquecer um pouco os incômodos de ficar deitada no hospital o tempo todo, nem que fosse por um dia somente. Uma delícia de leitura. Vale a pena. 

Beijos cheios de mistérios
Adriana Balreira

4 comentários:

✿ chica participou com o comentário número:

Mais um belo livro me parece! Boa recuperação, ótimas leituras! bjs, chica

Pedrita participou com o comentário número:

que bom que correu tudo bem com a cirurgia. a capa é linda e parece interessante. fiquei curiosa. beijos, pedrita

Betty Gaeta participou com o comentário número:

Oi Adriana,
Adorei a resenha. Sou chegadinha num suspense e ainda não li este.
Espero que vc se recupere logo.
Bjs

Postar um comentário

Olá, adoro ler os comentários que vocês deixam.
Beijos
Adriana Balreira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...